Em mais de uma década trabalhando com finanças para pequenas empresas percebi que – em geral – empreendedores são piores investidores do que funcionários assalariados.

Acredite!

Não é raro ver empresários que não tem nenhum tipo de reserva financeira ou então que fazem investimentos muito ruins.

Neste artigo vou mostrar os 3 principais erros que fazem muitos empresários / empreendedores serem péssimos investidores.

 

Será que você é um bom ou mau investidor?

Antes de mostrar os três erros, vamos fazer um teste rápido.

Responda as perguntas abaixo:

1. Você faz consistentemente (o ideal é todo mês) investimentos financeiros fora da sua empresa? Seja em CDBs, Tesouro Direto, Imóveis, etc.?

Observação: aqui não vale uma eventual reserva financeira da empresa. Tem que ser o dinheiro pessoal do sócio.

2. Você consegue separar, em média, pelo menos 10% do seu salário e aplicar esse dinheiro?

(se você cometer um dos erros que mostrarei, invariavelmente sua resposta será não para essa pergunta acima)

3. Você tem recursos pessoais aplicados em CDB ou Tesouro Direto?

4. Você enxerga claramente, num futuro de 15 anos, a possibilidade de ter renda passiva (renda que vem de juros de investimentos) suficientes para pagar suas contas pessoais mensais?

 

Se você respondeu NÃO para duas ou mais perguntas, tenho uma má notícia: você não é um bom investidor!

=(

E se esta é sua situação, provavelmente você está cometendo no mínimo um dos três erros abaixo:

(na verdade é bem provável que você cometa os três, rs)

 

Erro #1: Não ter um salário

Este é o erro mais clássico de todos e que a grande maioria dos empresários cometem.

É você não ter um salário mensal definido. Ou seja, suas contas pessoais se misturam com a conta da empresa.

Este erro afeta não apenas sua capacidade de investimento, mas tem outras consequências muito sérias em todo o seu negócio.

Se você não tiver uma política de salário, como você vai investir um dinheiro que você nem sabe ao certo que tem?

Este é um dos erros graves que abordamos em nosso curso grátis de gestão financeira para pequenas empresas.

Recomento MUI-TO que você faça a inscrição nesse curso. É totalmente online e gratuito. Clica aqui para começar a solucionar este erro – e outros – das finanças de sua empresa.

 

Erro #2: Não ter uma empresa Altamente Lucrativa

O sócio de uma empresa deve ter dois tipos principais de remuneração:

- o salário fixo (que comentei acima)

- e a distribuição de lucros (em cima do que realmente lucrou)

Esta distribuição de lucros tem o poder de turbinar a renda do empreendedor. Pode dobrar, triplicar, dependendo do caso, aumentar em 10x sua renda anual.

Mas o ponto é: pra isso acontecer, você precisa ter uma empresa que lucre de verdade!

Ter um lucro baixinho, ficar no zero a zero, ou pior ainda, ter prejuízo, não vai ajudar em nada!

É claro que não é fácil ter uma empresa altamente lucrativa, mas é plenamente possível.

curso grátis gestão financeira

 

Erro #3: Investir errado, de forma a minimizar seus ganhos

Já viu alguém tentando diminuir seus ganhos?

Difícil, né? Mas é o que muito empreendedor faz com seus investimentos...

O sujeito conseguiu estipular um salário fixo, construiu uma empresa que lucra, criou a política de investir todo mês, mas na hora de investir... erra feio.

Não é raro ver empreendedores com montes de dinheiro na poupança ou então com todo seu capital imobilizado em imóveis ou terrenos.

A longo prazo, pequenas diferenças de juros fazem graaandes diferenças.

Portanto, não adianta apenas aplicar o dinheiro, tem que saber aplicar!

 

Para isso, vou dar minha terceira dica. Desta vez vou recomendar uma aula do GuiaInvest, empresa expert em finanças pessoais e investimentos.

Nesta aula eles vão mostrar como conquistar sua liberdade financeira. Clica aqui pra se inscrever! Também é online e grátis!

--

Uma coisa importante que todo empresário precisa ter em mente é:

Sua riqueza pessoal não pode depender apenas da sua empresa!

Em outras palavras, você não pode deixar todos os ovos na mesma cesta.

Por isso que todo mundo – seja empresário, autônomo, assalariado – precisa fazer investimentos financeiros todo mês.

Mas se você estiver cometendo os erros acima, você vai estar mais longe desta liberdade financeira.

 

Para finalizarmos, um resumão:

 

E já que você chegou aqui, aproveita pra compartilhar (logo abaixo) esse artigo e ajudar outros empreendedores e lidarem melhor com seu dinheiro 😉

 

Renan Kaminski (investindo todo mês uma parcela do seu salário)

bill gatesNo dia 15/10 tivemos a 48ª edição do Café com Negócios Curitiba e tivemos uma palestra magnífica sobre investimentos financeiros. No caso, o palestrante era eu mesmo, Renan Kaminski, hehe.

A primeira questão na palestra era:

Qual a diferença entre pessoas ricas e pessoas pobres?

Pessoas ricas investem em ativos. Pessoas pobres, em passivos pensando que são ativos!

Ativo = Aquilo que põe dinheiro no bolso

Passivo = Aquilo que tira dinheiro do bolso

Ou seja, ricos colocam dinheiro naquilo que traz mais dinheiro e pobres colocam dinheiro naquilo que não retorna mais.

Ativos para se investir e ganhar dinheiro sentado

Vou comentar rapidamente sobre três tipos de investimento que vão além da Poupança (o objetivo aqui não é explicar a lógica, mas sim por que é bom ou ruim):

CDB – Certificado de Depósito Bancário

Tesouro Direto

Fundos Imobiliários (você compra uma micro parte de um imóvel de grande porte)

Ações - Modalidade ETF

ETF é uma espécie de fundo de ações, na qual você investe em várias empresas ao mesmo tempo. Leia mais sobre o assunto aqui.

Eu, pessoalmente, tenho investimentos nas quatro modalidades acima. Não é um bicho de sete cabeças, mas requer um pouquinho (bem pouco mesmo, principalmente nas três primeiras) de estudo para fugir da poupança.

Pare de correr atrás do dinheiro e comece a fazer ele correr por você!

Gostou? Compartilha aí!

Gostou? Compartilha aí!

PS.: Se você é de Curitiba e quer fazer parte de uma ótima rede de networking, conheça o Café com Negócios!

startup-lab renan

Por Renan Kaminski Damasceno (deixando os maiores investidores do mundo no chinelo... ou quase...)

paisagem5

Neste post vou falar sobre a sensação de se ganhar dinheiro sem trabalhar. É um “segredo” que hoje apenas 0,3% dos brasileiros tem acesso!

Mas calma! Não é TelexFree, pirâmide, marketing multi nível, nem “ganhe 14 mil por mês trabalhando em casa”.

Na realidade, você conhece o que eu vou falar, mas provavelmente não conhece tão bem e/ou não tem “coragem” de arriscar nesse tipo de negócio.

Em cerca de 11 meses eu (Renan Kaminski) ganhei pouco mais de 500 reais. Sem fazer nada!! Enquanto estava em casa, no trabalho, dormindo, andando, cagando, sorrindo ou chorando, eu ganhei 500 mangos.

O segredo que apenas 0,3% dos brasileiros podem desfrutar!

Curioso?

É muito simples... eu investi na bolsa de valores.

CALMA PADAUÃ! NÃO VÁ EMBORA!

Não sou uma pessoa rica e nem tenho conhecimentos profundos em bolsa de valores. Sou um mortal comum que gosta de estudar sobre finanças, mas que usou o bom senso para ganhar dinheiro com ações.

Me arrisquei? Sim. Mas de forma muito consciente.

E porque 0,3% dos brasileiros? Porque apenas 0,3% dos brasileiros estão cadastrados para operar na Bovespa! Ou seja, quase ninguém no Brasil opera com ações.

Nas próximas linhas vou dar uma dica de como entrar nesse mundo investindo relativamente pouco, de forma relativamente fácil e relativamente segura (hehe)

Você já ouviu falar em ETF?

Provavelmente não.

O ETF é um fundo de investimento negociado dentro da própria Bovespa. Ou seja, é como se você investisse em várias empresas ao mesmo tempo.

O ETF mais comum é o “BOVA11”, que segue o índice Bovespa.

Sabe quando o William Bonner diz que o Ibovespa subiu ou caiu X%? Então, este ETF terá subido ou caído X% também.

Mas existem vários outros Fundos ETF, como por exemplo, o “SMAL11” que inclui ações de empresas de médio porte, ou seja, é como se você investisse em várias empresas de médio porte (com ações na Bolsa) ao mesmo tempo.

Mas qual a vantagem e porque é mais fácil investir num ETF?

Boa pergunta meu jovem!

Pensa comigo: se você escolhe investir 1.000 reais nas ações da Petrobras, você está acreditando que num futuro (rápido ou não) estes mil reais irão valer mais. Porém, você está apostando todo este dinheiro em apenas uma empresa. Se ela for bem, você está bem. Se for mal, você está mal.

No ETF, você está investindo em várias empresas ao mesmo tempo (possivelmente na própria Petrobras também). Ou seja, você diminui o seu risco ao colocar dinheiro em diversas empresas ao mesmo tempo.

Sacou?

Como eu ganhei 500 mangos com ETF?

Veja esse gráfico abaixo:

ETF

É a evolução de 3 anos do ETF BOVA 11 (o equivalente ao Índice Bovespa – aquele que aparece todo dia no jornal).

As bolinhas vermelhas representam duas compras de cotas que fiz. Em cada uma investi pouco menos de mil reais (estou falando abertamente de números aqui, coisa que não costumo fazer, para justamente mostrar que são valores relativamente baixos).

Observe que na primeira compra (Junho 2013), o valor de cada quota, estava na sua mínima desde julho de 2011. E na segunda compra (fevereiro 2014), estava perto de uma nova mínima.

Qualquer pessoa consegue ler este gráfico: naqueles momentos o valor das cotas estavam “baratas”. Ou melhor: aquelas ações, historicamente, estavam num nível baixo e tinham potencial de crescimento (não entraremos nos méritos de outras análises necessárias. Aqui estou replicando a análise simples que eu fiz).

Por fim, a bolinha verde foi quando vendi as ações recentemente. Veja que estavam num máximo desde Janeiro de 2013.

Com estas análises simples e toscas, tive um ganho de R$ 557,82, ou seja, 30,28% de valorização!

Isso equivale, na média, a um rendimento de 2,39% ao mês. Um tiquito mais que a poupança que rende seus 0,5% ao mês...

E a sensação de ganhar dinheiro sem fazer nada?!

Gente... é lindo!

Eu poderia ter ficado todo esse tempo comendo Doritos e assistindo Dragon Ball Z e Avatar (você já viu o desenho Avatar? – não tem nada a ver cos azul lá - é muuuito legal!), que teria ganho esse dinheiro!!!

E isso, de verdade, é muito legal!

Moral da História...

O grande ponto não é você investir em ações e nem nada do tipo.

O grande ponto é: INVISTA SEU DINHEIRO!

É absolutamente o único jeito de você ganhar dinheiro sem precisar trabalhar – nem roubar ou matar.

Comece com a poupança. Evolua para o Tesouro Direto e CDBs. Evolua para Fundos Imobiliários e depois para ETFs. E se tudo estiver dando certo, você evolui para Ações individuais de empresas.

O grande ponto é: INVISTA SEU DINHEIRO!

Importantíssimo 1

Você que é de Curitiba e quer poupar, investir, sair das dívidas e ser independente financeiramente.

Temos um curso excepcional de Finanças Pessoais, chamado Cultura de Bolso.

Será nos dias 24 e 25 de Setembro (2014). O melhor: é quase de graça! Ele é subsidiado pelo Sesc e só tem uma ajuda de custo.

Clique aqui para saber tudo sobre esse curso e dar um belo upgrade nas suas finanças pessoais 😉

Importantíssimo 2

Antes de investir qualquer centavo em ETFs, leia tudo o que está disponível sobre o assunto neste blog aqui.

Apesar de o ETF simplificar a vida, ele possui algumas desvantagens e cuidados que precisam ser tomados.

Realmente espero que este post tenha te ajudado!

Se gostou, compartilha com a galera aí por favor!

Gostou? Compartilha aí!

Gostou? Compartilha aí!

Se tem dúvidas, deixa nos comentários lá embaixo. (se tiver comentários, deixa nos comentários também, rs)

Grande abraço!!!

startup-lab3

Por Renan Kaminski Damasceno

(Se sentindo o investidor profissional. Mas caindo na realidade logo em seguida...)

Vamos nos conectar?
Newsletter
Deixe seu e-mail aqui e comece a receber dicas e novidades exclusivas!
© 2022 4blue | Desenvolvido por Fresh Lab Agência de Marketing Digital
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram