Como calcular o lucro do seu negócio

Sumário
Compartilhe
12 de março de 2018

_

Neste post vamos explicar de forma completa uma dúvida comum na cabeça dos empresários: como calcular o lucro do meu negócio?

Apesar do conceito ser simples, o cálculo pode esconder algumas armadilhas.

Não é raro encontrarmos empresários calculando de forma errada e obtendo prejuízos no negócio sem perceber.

 

De forma simples, o lucro é a diferença entre todas as receitas (de um negócio ou de um projeto) e todos os gastos envolvidos para esta operação funcionar.

Porém o cálculo do lucro pode ir além desta simplicidade...

Há outros indicadores de lucratividade que são importantes de se conhecer.

> O Lucro do produto/serviço (margem de contribuição)

> O Lucro Operacional Antes dos Investimentos

> O Lucro Operacional

> E o Lucro Líquido

 

Vamos começar pelo cálculo mais comum, o do Lucro Líquido.

 

Como calcular o Lucro Líquido

O Lucro Líquido é a diferença entre todas as receitas e todos os gastos da empresa.

De forma simplificada, calcula-se assim:

+ Receitas

– Custos Tributários

– Custos Fornecedores / Mercadorias

– Taxas de pagamento (ex.: cartão crédito)

– Despesas Administrativas

– Despesas com pessoal

– Outras despesas fixas

– Investimentos (marketing, infraestrutura, consultorias, etc.)

– Empréstimos e juros

= Lucro Líquido

 

Ou seja, o resultado líquido é a diferença entre tudo o que entrou e tudo o que saiu no período.

Porém, como falei acima, existem outras margens de lucro que você deve entender sobre o seu negócio.

Estes outros indicadores vão lhe mostrar de forma mais clara a realidade do seu negócio.

Vamos entender...

 

Como calcular o lucro no Fluxo de Caixa

Ao longo dos anos a 4blue desenvolveu um método de análise de Fluxo de Caixa mais completo e eficaz do que normalmente se ensina – em nossa opinião, pelo menos =P

Este método de análise de Fluxo de Caixa está descrito neste guia definitivo aqui. Se quiser se aprofundar, recomendo a leitura.

De qualquer forma, vamos entender a base da análise do lucro por meio do relatório de Fluxo de Caixa (FC).

 

Um relatório perfeito de FC irá ter a seguinte configuração:

+ Receita

– Custos Variáveis

= Margem de Contribuição

– Despesas Fixas

= Lucro Operacional Antes dos Investimentos

– Investimentos

= Lucro Operacional

+ou- Movimentações Não Operacionais

= Resultado Líquido

(Receita menos custos variáveis = Margem de Contribuição. Margem de Contribuição menos despesas fixas = Lucro Operacional Antes dos Investimentos (LOAI). LOAI menos investimentos = Lucro Operacinal. Lucro Operacional mais / menos movimentações não operacionais = Resultado Líquido)

 

Nesta análise nós temos 4 contas de resultado, ou seja, 4 margens de lucro:

  • Margem de Contribuição
  • Lucro Operacional Antes dos Investimentos
  • Lucro Operacional
  • Resultado Líquido

Veja na tabela resumida abaixo como ficaria essa estrutura de Fluxo de Caixa na prática:

como calcular o lucro no fluxo de caixa

Para entender mais a fundo a leitura, acesse nosso artigo sobre Fluxo de Caixa aqui.

 

Observe que o Lucro Líquido (resultado líquido) que expliquei acima é a última linha do relatório.

Vamos entender os outros indicadores de lucro.

como calcular o lucro: curso grátis

Quer aumentar seus lucros? Faça esse curso grátis!

Margem de Contribuição (lucro do produto / serviço)

Este é um dos conceitos mais importantes da gestão financeira empresarial.

A Margem de Contribuição é o valor que sobra das vendas para pagar as despesas fixas e investimentos. Ou seja, a Margem de Contribuição são as Receitas menos os Custos Variáveis.

Na contabilidade também pode ser conhecido como Lucro Bruto.

Então, na prática a MC vai dizer o quanto você está ganhando em cada produto ou serviço vendido.

Quando você vende um produto de 100 reais, por exemplo, você pensa que tem cemzão na mão. Mas se deste valor, os custos variáveis (diretamente atrelados ao produto) forem de 60 reais, significa que na prática você tem 40 reais na mão (100 da venda menos 60 dos custos variáveis).

Esses 40 que sobraram terão que te ajudar a pagar as demais contas fixas e investimentos.

O exemplo real abaixo, de uma lanchonete, ilustra muito bem esta situação:

como calcular o lucro margem de contribuição

Dos mais de 300 mil reais que entraram na conta, sobrou 61 mil para pagar as despesas fixas.

Assim, para responder “como calcular o lucro” do seu negócio, você precisa conhecer a sua Margem de Contribuição.

Este é o primeiro indicador de eficiência das suas finanças.

Mas não é o único...

(para se aprofundar mais em todos esses conceitos, recomendo que leia também nosso artigo "Lucro. Tudo que um empresário precisa saber")

Como calcular o Lucro Operacional Antes dos Investimentos

O segundo indicador de lucro que você deve estar presente é o LOAI – Lucro Operacional Antes dos Investimentos.

Ele vai lhe dizer o quanto sua empresa lucrou na operação essencial do seu negócio . Ou seja, ele vai dizer se sua empresa é boa ou não.

O cálculo é simples:

LOAI = Margem de Contribuição – Despesas Fixas

Ou de outra forma, para não haver dúvidas:

LOAI = Receitas – Custos Variáveis – Despesas Fixas

 

O Lucro Operacional Antes dos Investimentos é o arroz com feijão do seu negócio. Se consistentemente este número estiver negativo, talvez seja hora de repensar e fechar o seu negócio.

 

Como calcular o Lucro Operacional

Se o LOAI é “antes dos investimentos”, significa que há um “investimentos”.

Os investimentos são gastos nos quais você pretende ter um retorno a curto, médio ou longo prazo.

Assim, a margem de Lucro Operacional é calculada da seguinte forma:

Lucro Operacional = Lucro Operacional Antes dos Investimentos – Investimentos

Ou então, de forma mais completa, para não haver dúvidas:

Lucro Operacional = Receitas – Custos Variáveis – Despesas fixas – Investimentos

 

Lembre como fica dentro do relatório de Fluxo de Caixa:

como calcular o lucro operacional no fluxo de caixa

O Lucro Operacional vai dizer se a operação do seu negócio é rentável ou não.

 

Ou seja, aqui você já recebeu seu dinheiro dos clientes, já pagou todos os custos variáveis, todas as despesas fixas e todos os investimentos. O que sobrar é o seu Lucro Operacional.

 

Voltando ao Lucro Líquido

No início deste post eu mostrei que havia 4 indicadores de lucro que você precisa acompanhar:

  • Margem de Contribuição
  • Lucro Operacional Antes dos Investimentos
  • Lucro Operacional
  • Resultado Líquido

 

O último deles é o Lucro Líquido ou Resultado Líquido.

Aqui a fórmula é mais simples: tudo que entrou menos tudo que saiu.

Em nossa estrutura de Fluxo de Caixa você poderá perceber que há um “Movimentações Não Operacionais” na conta

Confira novamente lá em baixo:

como calcular o lucro líquido

As Movimentações Não Operacionais podem ser entradas ou saídas que não fazem parte da operação da empresa. Ou seja, é uma grana que entrou ou que saiu, mas que não tem relação com o cerne do negócio.

Ex.: entradas com captação de empréstimo ou venda de equipamentos usados. Ou então saídas com o pagamento de empréstimos e de juros bancários.

 

Portanto, o Lucro Líquido é calculado da seguinte forma:

Lucro Líquido = Lucro Operacional + Entradas Não Operacionais – Saídas Não Operacionais

Ou então, de forma mais completa para não haver dúvidas:

Lucro Líquido = Receitas – Custos Variáveis – Despesas fixas – Investimentos + Entradas Não Operacionais – Saídas Não Operacionais

 

Como falei, é a diferença entre tudo que entrou e tudo que saiu.

 

E então, como calcular o lucro?

Como eu falei no início, o conceito de lucro é simples, mas o seu cálculo pode esconder algumas armadilhas.

Aqui você viu que o cálculo do lucro pode ir muito além da diferença de entradas e saídas.

Ao “quebrar” a estrutura de análise em mais partes, você vai ter uma visão melhor do seu negócio.

E no fim das contas, este é o grande ponto da gestão financeira: enxergar com clareza os números para tomar melhores decisões e, consequentemente, ter mais lucro.

Por fim, ainda faltou um último conceito:

 

Como calcular o lucro em porcentagem

Para calcular o lucro em porcentagem basta pegar o lucro e dividir pela receita. Após isso, multiplique por 100 e achará o lucro percentual.

Exemplo: uma empresa que teve uma receita (faturamento) de 50.000 e um lucro líquido de 10.000. Para achar o lucro em porcentagem basta dividir 10.000 (lucro) por 50.000 (receita). O resultado será 0,20. Então, multiplique este valor por 100 e achará o resultado final: 20% de lucro.

Isso significa que de todo o faturamento (50 mil) a empresa teve 20% de lucro (10 mil).

 

Para não haver dúvidas, a fórmula do lucro em porcentagem é:

Lucro % = (Lucro / Receita) x 100

[lucro divididos pela receita e depois multiplicado por 100]

 

Achar a margem de lucro percentual do negócio irá lhe ajudar a ver os números de forma mais simples e clara.

Uma empresa que tenha um lucro anual de 1 milhão de reais pode parecer um bom negócio. Mas se você entender que o faturamento dela foi de 100 milhões, irá perceber que ela teve um lucro percentual de apenas 1%. Ou seja, o que poderia parecer um ótimo negócio, talvez esteja a apenas um erro de se tornar um negócio com prejuízo.

 

Se você quer calcular o seu lucro com precisão e ter melhor clareza dos seus números, recomendo fortemente que você faça o curso grátis de gestão financeira da 4blue.

 

Se gostou desse artigo, clica no botão abaixo para compartilhar e deixa seu comentário também!

Grande abraço!

Renan Kaminski | sócio da 4blue

curso grátis2: como calcular o lucro

Curso grátis de gestão financeira. Clique pra começar agora!

 

 

Compartilhe: 
Escrito por
Equipe 4blue
Posts relacionados:

Seu email vale ouro!

Coloque seu e-mail aqui pra aprender de graça a lucrar como louco!
Vamos nos conectar?
Newsletter
Deixe seu e-mail aqui e comece a receber dicas e novidades exclusivas!
© 2022 4blue | Desenvolvido por Fresh Lab Agência de Marketing Digital
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram