Dois empreendedores. Histórias diferentes. Um triste fim.

Sumário
Compartilhe
21 de outubro de 2015

_

Dois empreendedores. Um sonho em comum. Histórias muito diferentes. Mas com um final incrivelmente triste.

Vamos chamar o primeiro empreendedor de José. José presta serviços na área de eventos há mais de 20 anos.

empreendedoresComeçou como autônomo e aos poucos foi crescendo. De autônomo virou empresário. Contratou pessoas, melhorou a estrutura, conseguiu cobrar mais. Depois de uma década de trabalho duro ganhou bastante dinheiro. Estava tão bem que até resolveu construir uma sede própria.

Muitos anos depois do primeiro empreendedor, o segundo resolveu abrir sua empresa. Vamos chamá-la de Maria. Maria e seu esposo sempre trabalharam em comércio. Há menos de três anos resolveram abrir sua própria empresa – com o dinheiro que economizaram durante os anos, investiram num pequeno mercadinho.

Maria realmente conseguiu criar um negócio diferenciado, bem planejado, com uma boa localização, boa infraestrutura e bons funcionários. Tinha tudo pra dar certo.

Os dois empreendedores têm histórias de vida completamente diferentes, mas um mesmo sonho: fazer suas empresas se tornarem grandes.

Porém, como diria o poeta, havia uma pedra no meio do caminho.

José sempre foi aquele cara “vendedorzão”. Logo, nunca se atentou muito às finanças. Sua gestão financeira basicamente era: “Tem dinheiro na conta? Sim. Tem mais do que tinha no mês passado? Sim. Então está tudo bem”. E, de fato, durante muito tempo tinha dinheiro na conta. E por muito tempo esteve tudo bem.

Já Maria e seu esposo sabiam da importância de ter uma boa gestão financeira, mas tinham preocupações demais para ter um controle financeiro realmente bom. Assim, faziam meia dúzia de contas de padaria e tocavam o negócio.

Dois empreendedores. José e Maria.
Um sonho em comum. Fazer sua empresa crescer e dar certo.
Histórias muito diferentes. Um empreende há vinte anos, o outro há três. O primeiro com serviços, o segundo com comércio.

Mas com um final incrivelmente triste. Suas empresas faliram.

Sim, suas empresas faliram. Apesar dos 20 anos do primeiro empreendedor, sua empresa faliu. Apesar do planejamento do segundo empreendedor, sua empresa faliu.
O primeiro empreendedor, José, não tinha gestão financeira. Enquanto suas vendas estavam boas, parecia não fazer diferença. Porém, como sabemos, nem sempre as coisas vão bem. Quando as vendas começaram a cair e o negócio apertar, a falta de gestão financeira fez toda a diferença.

A segunda empreendedora, Maria, não tinha gestão financeira. Seu negócio tipicamente tem margens muito apertadas. Assim, cada centavinho, cada percentualzinho pode fazer uma grande diferença. E quando você trabalha com margens tão apertadas a falta de gestão financeira fez toda a diferença – e muito rápido.

José entrou numa bola de neve. Ficou com dívidas equivalentes a mais de 10 vezes o seu faturamento mensal. Ficou inviável de continuar pagando as contas.

Maria também entrou numa bola de neve. Também ficou com dívidas equivalentes a mais de 4 vezes o seu faturamento mensal. Ficou inviável de continuar pagando as contas.

Dois empreendedores. Um sonho em comum. Histórias muito diferentes. Mas com um final incrivelmente triste.

Além do sonho em comum, ambos tinham uma gestão financeira – falha – em comum.
Ao fazer algumas perguntas, os empreendedores diferentes tinham respostas iguais...

As finanças pessoais dos sócios são completamente separadas das finanças pessoais da empresa? “Não...”
A empresa consegue ter PLENO controle sobre cada centavinho que entra e cada centavinho que sai? “Não...”
A empresa faz análises constantes do seu Fluxo de Caixa“Não...”

Dois empreendedores. Um sonho em comum. Histórias muito diferentes. Mas com um final incrivelmente triste.

O grande ponto agora é: será que você não é o José ou a Maria?

Será que você também não está deixando sua gestão financeira de lado?
Será que você não está minimizando a importância de uma boa gestão financeira porque suas vendas estão boas?
Ou será que não está deixando pra organizar depois visto que está sem tempo agora?

(Aproveite para fazer o nosso diagnóstico para saber que tipo de gestor financeiro é você!)

Esta foi a história do João e da Maria. Porém, eu realmente espero que não seja a sua também.
Os dois terão que recomeçar, mas você tem tempo de melhorar ainda. Portanto, comece a melhorar a partir de hoje!

BANNER-JORNADA-iluminismo-financeiro

Clique para compartilhar este conhecimento =]Clique para compartilhar!

Renan Kaminski Por Renan Kaminski

 

Compartilhe: 
Escrito por
Felipe Piragibe
Posts relacionados:

Seu email vale ouro!

Coloque seu e-mail aqui pra aprender de graça a lucrar como louco!
Vamos nos conectar?
Newsletter
Deixe seu e-mail aqui e comece a receber dicas e novidades exclusivas!
© 2022 4blue | Desenvolvido por Fresh Lab Agência de Marketing Digital
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram