O pior conselho que já recebi sobre Gestão Financeira

Sumário
Compartilhe
9 de setembro de 2015

_

fluxo-de-caixa

Há uns tempos atrás eu estava assistindo a uma palestra sobre marketing. Papo vai, papo vem, em algum momento o palestrante falou algo sobre finanças. Ele soltou a seguinte frase:

“Fluxo de Caixa é tudo igual desde sempre. É entrada menos saída...”

Veja, esta frase não está conceitualmente errada, mas este mito de que “fluxo de caixa é apenas entrada x saída” nos leva para um caminho muito errado.

O relatório de fluxo de caixa pode ser muito mais do que entrada x saída. O Relatório de Fluxo de Caixa pode e deve ser muito mais completo que isso. Na realidade, existe um modelo ideal de Fluxo de Caixa!

Entendendo o princípio básico da categorização do Fluxo de Caixa

Para montar o Fluxo de Caixa corretamente, você precisa ter um bom Plano de Contas.

Aconselho a assistir o vídeo abaixo em que explico sobre estas categorias:

 

Se não quiser ver o vídeo, pode conferir no post “O que é e para que serve o Plano Contas?”.

Assim, existem 5 tipos de contas de entradas ou saídas que devem constar em seu Fluxo de Caixa:

  • Receita / Faturamento
  • Custos Variáveis
  • Despesas Fixas
  • Investimentos
  • Movimentações Não Operacionais

A partir desta categorização correta, podemos elaborar nosso Fluxo de Caixa corretamente.

Para entender mais sobre, baixe agora o nosso e-book de Gestão Financeira em 5 Passos!

 

O modelo correto de Fluxo de Caixa

O modelo ideal de Fluxo de Caixa irá seguir esta ordem:

fluxo de caixaObserve que além das categorias, temos 4 novas nomenclaturas – Margem de Contribuição; Lucro Operacional Antes dos Investimentos; Lucro Operacional; Resultado Líquido.


 

Quer saber tudo sobre Fluxo de Caixa? Escrevemos o Guia Definitivo sobre Fluxo de Caixa. Acesse!


 

Resumidamente, um pouco sobre cada um abaixo:

Margem de Contribuição: é o valor que sobra das vendas para pagar as despesas fixas e investimentos. Ou seja, a Margem de Contribuição são as Receitas menos os Custos Variáveis. Na contabilidade também pode ser conhecido como Lucro Bruto.

Lucro Operacional Antes dos Investimentos (LOAI): nada mais é do que a Margem de Contribuição menos as Despesas Fixas. Ele vai lhe dizer o quanto sua empresa lucrou na operação essencial do seu negócio. Ou seja, ele vai dizer se sua empresa é boa ou não.

Lucro Operacional: é o LOAI menos os Investimentos. Esta métrica vai dizer se a operação do seu negócio é rentável ou não. Ou seja, aqui você já recebeu seu dinheiro dos clientes, já pagou todos os custos variáveis, todas as despesas fixas e todos os investimentos. O que sobrar é o seu Lucro Operacional.

Resultado Líquido: é o seu Lucro Operacional mais as Entradas Não Operacionais menos as Saídas Não Operacionais. Basicamente o Resultado Líquido representa a diferença entre todo o dinheiro que entrou no negócio e todo o dinheiro que saiu do negócio.

SE O SEU FLUXO DE CAIXA NÃO TIVER ESTA ESTRUTURA, ELE NÃO ESTÁ CORRETO!

Este modelo de Fluxo de Caixa vai lhe permitir diversas análises.

Assim, quando alguém lhe disser que Fluxo de Caixa é meramente entradas menos saídas, bem, você já sabe que não é bem assim.

 

"Fluxo de Caixa é tudo igual..."

Por RENAN KAMINSKI Renan Kaminski

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

compartilhar-face

banner 5 passos

Compartilhe: 
Escrito por
Felipe Piragibe
Posts relacionados:

Seu email vale ouro!

Coloque seu e-mail aqui pra aprender de graça a lucrar como louco!
Vamos nos conectar?
Newsletter
Deixe seu e-mail aqui e comece a receber dicas e novidades exclusivas!
© 2022 4blue | Desenvolvido por Fresh Lab Agência de Marketing Digital
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram