bill gatesNo dia 15/10 tivemos a 48ª edição do Café com Negócios Curitiba e tivemos uma palestra magnífica sobre investimentos financeiros. No caso, o palestrante era eu mesmo, Renan Kaminski, hehe.

A primeira questão na palestra era:

Qual a diferença entre pessoas ricas e pessoas pobres?

Pessoas ricas investem em ativos. Pessoas pobres, em passivos pensando que são ativos!

Ativo = Aquilo que põe dinheiro no bolso

Passivo = Aquilo que tira dinheiro do bolso

Ou seja, ricos colocam dinheiro naquilo que traz mais dinheiro e pobres colocam dinheiro naquilo que não retorna mais.

Ativos para se investir e ganhar dinheiro sentado

Vou comentar rapidamente sobre três tipos de investimento que vão além da Poupança (o objetivo aqui não é explicar a lógica, mas sim por que é bom ou ruim):

CDB – Certificado de Depósito Bancário

Tesouro Direto

Fundos Imobiliários (você compra uma micro parte de um imóvel de grande porte)

Ações - Modalidade ETF

ETF é uma espécie de fundo de ações, na qual você investe em várias empresas ao mesmo tempo. Leia mais sobre o assunto aqui.

Eu, pessoalmente, tenho investimentos nas quatro modalidades acima. Não é um bicho de sete cabeças, mas requer um pouquinho (bem pouco mesmo, principalmente nas três primeiras) de estudo para fugir da poupança.

Pare de correr atrás do dinheiro e comece a fazer ele correr por você!

Gostou? Compartilha aí!

Gostou? Compartilha aí!

PS.: Se você é de Curitiba e quer fazer parte de uma ótima rede de networking, conheça o Café com Negócios!

startup-lab renan

Por Renan Kaminski Damasceno (deixando os maiores investidores do mundo no chinelo... ou quase...)

O último Café com Negócios teve palestra com o Daniel Pryjma e o tema foi "Falando com o Público". Abaixo três dicas que extraí do conteúdo 😉

[O Café com Negócios é um evento que acontece mensalmente em Curitiba para criar uma rede de networking de confiança. Aproveita e inscreve-se agora!]

1 - Crie slides inúteis

Pois é! A lógica é usar o slide apenas contextualizar ou auxiliar na mensagem. Ou seja, a mensagem central sai da sua boca e não do slide.

Uma imagem, uma frase ou poucos tópicos são mais que suficiente.

2 - Prepare-se para o palco

É importante você saber qual a condição do "palco" onde você vai se apresentar. Você atrapalha a visão de alguém? Precisa de microfone? Há fios no chão?

Sentir-se seguro para se movimentar é importante para uma boa mensagem!

3 - Tenha a postura de quem merece atenção

Cabeça baixa, voz inaudível, mãos no bolso são coisas que não transmitem segurança.

Você precisa treinar sua postura corporal, em termos de gestos, voz e linguagem. Sem falar que sua vestimenta também faz grande diferença!

Na próxima apresentação em público, espero que esteja um pouco mais preparado com essas dicas! ;D

Grande abraço!!

PS.: o próximo CCN é dia 17/09 e terá palestra com o Cristian Trentin, co-fundador da EcoBike Courier, eleito pela Forbes como um dos 30 jovens de destaque no Brasil. Não deixe acabar as vagas!

 

Por Renan Kaminski Damasceno

Gostou? Compartilha aí!

Gostou? Compartilha aí!

aplausos1menor

café2bannerEstava eu, lindo e belo, num café trabalhando e tomando um latte super concentrado tentando  (e conseguindo) salvar o mundo resolver os mega problemas de meus clientes.

Ai de repente um aparente gringo que estava ao meu lado me pergunta: "Você fala francês?" E eu, quase chorando de vergonha, respondi que não, não falo - com uma cara de desculpe, não poderei lhe ajudar.

Eis que o gringo, rápido como um sheriff do faroeste, saca seu cartão de visitas e me entrega. Era um fundo da bandeira da frança (ok, não era o melhor design do mundo), com o seu nome, seus serviços, telefone e blog.

E o que aparentava um mero pedido de ajuda, virou uma entrega de um "flyer" super bem distribuída e direcionada.

Ao sair do café o sujeito entregou para mais umas três pessoas ainda.

Obviamente, eu também entreguei o meu cartão.

E pronto. Enquanto a maioria das pessoas malemal olha para cara de quem está ao lado, o sujeito com toda sua cara de pau sai fazendo negócios por aí.

(Parênteses: dizem que em Curitiba as pessoas não falem entre si. O Café com Negócios Curitiba prova o contrário. Quatro anos de evento reunindo todo mês pessoas lindas e belas para fazerem negócios. Fecha parênteses)

Achei genial! Sem dúvida, começarei a ser um pouco mais cara de pau! E você?!

Por Renan Kaminski Damasceno (um pouco mais cara de pau)

 startup-lab3

Gostou? Compartilha aí!

Gostou? Compartilha aí!

brasil e alemanha

No último Café com Negócios tivemos uma palestra com a Tânia, da Marmo Contábil, sobre 5S. Tomarei a liberdade de usar os conhecimentos para fazer uma pequena comparação com nossa excelentíssima seleção.

O Programa 5S, desenvolvido no Japão, tem como objetivo central ser mais produtivo, ou seja, fazer mais com menos. Para tal, existem 5 Sensos para tal aplicação:

Seiri - Descarte

"Só tenha as coisas realmente necessárias"
Não sou desses que critica o Fred porque ele não fez nada (de fato não fez). Mas se o estilo do time não está favorecendo um centro-avante, realmente precisamos ter um? Não seria melhor mudar o estilo de jogo? Se não está servindo de nada, manda pro banco! (ou pro lixo, ou pra fora da empresa!)

Seiton - Organização
"Um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar"
O time aqui do bairro se posiciona melhor do que nossa Seleção no jogo de terça. Todo mundo perdido (o quarto Senso ajuda a explicar) quando a Alemanha tinha a bola. Pequenas desorganizações levam a resultados ruins. Desorganização generalizada levam à falência!

Seisou - Higiene e Limpeza
"Não sujar para não precisar limpar"
Mas que cagad* foi aquela do primeiro gol? E do terceiro?? Jogo de mata-mata, se você sujar, é difícil de limpar! E no dia a dia da empresa, todo dia é dia de mata-mata!!

Seiketsu – Saúde e Higiene
"A saúde é a ponte que liga todos os sensos ao da disciplina"
No caso da Seleção, faltou saúde mental! Desde o início da Copa, afobada para marcar o primeiro gol. No jogo contra o Chile, nosso capitão, indiscutível como jogador, simplesmente travou nos pênaltis. Na semi-final, após o segundo gol, desligaram o time para só acordar no segundo tempo. E a sua saúde, como está?!

Shitsuke – Disciplina
"Praticar sempre, torne o 5S um modo de vida"
Se não fizer o arroz com feijão, não chegará ao estado d´ arte. Dentre os oito times que chegaram às quartas, o Brasil foi o que menos realizou treinos. Disciplina requer treino e repetição. Sem isso, perde-se!

Uma boa aplicação do 5S na sua empresa pode lhe evitar uma goleada e, junto com outros fatores, te levar a ganhar todas as suas disputas!

<<Se você é de Curitiba e quer fazer parte de uma rede de confiabilidade que se encontra mensalmente desde 2010, clique aqui e confira! Café com Negócios Curitiba!!>>

Renan Kaminski Damasceno

corda bamba2

No dia 16/04, meu sócio Aleksander Avalca ministou uma palestra no Café com Negócios Curitiba sobre Ponto de Equilíbrio. Ele preparou um resumo deste conteúdo:

Na palestra entendemos 4 conceitos principais para achar o Ponto de Equilíbrio

1) O que é Ponto de Equilíbrio

É justamente o quanto a empresa precisa faturar para não ter lucro e nem prejuízo. É o mínimo de faturamento necessário para pagar todas as contas da empresa. Em resumo, é uma das informações mais importantes que qualquer empreendedor deve ter, informação básica que pouquíssimos sabem.

Mas para calcular o Ponto de Equilíbrio precisamos entender outros 3 conceitos

2) Despesas Fixas:

São os gastos relacionados à estrutura da sua empresa. As despesas fixas são “fixas” porque faça chuva ou faça sol, elas sempre estarão presentes.
São as despesas necessárias para operacionalizar o seu negócio. 

Exemplo: Aluguel, Luz, Água, Contabilidade, Salários, Pró-labore, etc.

Atenção: elas não são “fixas” porque o valor é igual todo o mês, mas sim porque elas precisam ser pagas independente se suas vendas estão bem ou não. 

3) Despesas Variáveis:

É todo gasto diretamente relacionado ao seu produto ou serviço. Imagine que você não venda nada, então você não vai pagar comissão, nem imposto sobre nota ou compra de mercadoria ou matéria-prima e etc.

4) Margem de Contribuição:

É o quanto "sobra" para a empresa depois de descontar os custos variáveis. Você vende algo por 100,00, mas destes 100,00 uma boa parte já está comprometida, para  pagar impostos, comissão, comprar novas mercadorias ou matéria prima. Então ao final, deste 100,00, vai sobrar apenas 40,00 (exemplo hipotético). Ou seja, Margem de Contribuição é o valor de suas vendas menos os custos variáveis.

Isso quer dizer que sua Margem de Contribuição é 40,00, e os outros 60,00 foi usado para pagar as contas variáveis.
Precisamos encontrar a Margem de Contribuição em porcentagem, desta forma basta dividir a Margem de Contribuição pelo Preço de Vendas, neste exemplo será 40,00 divididos por 100,00 que é 40%.

Calculando o Ponto de Equilíbrio

Entendido os 4 conceitos agora basta substituir na fórmula do Ponto de Equilíbrio, que deixei para apresentar apenas agora.

PE = Despesas Fixas Totais / %Margem de Contribuição

Veja o exemplo abaixo:

Sua empresa tem uma despesa fixa total de 23.500,00. E de acordo com o levantamento dos produtos a média da margem de contribuição é de 25%. Ou seja, do total que é vendido 75% está destinado as contas variáveis e sobra 25% para pagar as contas fixas.

Substituindo na fórmula ficará: PE = 23.500,00 / 25%

PE = 94.000,00

O ponto de equilíbrio desta empresa é de 94mil reais. Faturando isso a empresa não terá lucro e nem prejuízo.

Caso a empresa melhore sua margem de contribuição e vá para 35%, seu novo ponto de equilíbrio será de:

PE = 23.500,00 / 35% = 67.142,86.

Veja como uma análise apenas na Margem de Contribuição altera significativamente a informação financeira da empresa.

Em uma nova situação, imagine que a empresa ainda tem 25% de Margem de Contribuição, mas reduz as despesas fixas de 23.500,00 para 20.000,00, seu novo Ponto de Equilíbrio será de:

PE = 20.000,00 / 25% = 80.000,00

Note que depois de descobrir como achar as informações fica muito mais fácil utilizar a fórmula e ver o impacto que os custos tem em relação a empresa. Agora utilize este aprendizado para calcular o seu Ponto de Equilíbrio. Se precisar de alguma ajuda tem uma ferramenta que calcula o Ponto de Equilíbrio sozinho, basta colocar as informações. Veja aqui.

Abraços - Aleksander Avalca

--

Quer conhecer o Café com Negócios Curitiba? Clique aqui. É um encontro mensal para discutir sobre gestão e empreendedorismo, fazer um bom networking e, claro, tomar um delicioso café da manhã.
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=laxl-igcDso?list=PLJsHtGIvRKSdIqQJ9xBbv4Knbtt_Lh72H]

indicadoresNo dia 20/03 aconteceu a 41ª edição do Café com Negócios Curitiba e o Thiago Alves, do Ideia no Ar ministrou uma palestra sobre “’Startup’ seus serviços”.

Vou aproveitar o gancho do tema e falar um pouco sobre como a KaminskiAvalca está criando uma startup dentro da própria empresa.

O que é uma Startup?

Começando pelo começo, Eric Ries (um dos grandes autos sobre o tema) define Startup como:

Uma instituição projetada para criar novos produtos e serviços sob condições de extrema incerteza

Isso significa que a Startup tem algum grau de inovação e, justamente por isso, vive em condições de incerteza, mais do que o normal em uma empresa tradicional.

Eu, pessoalmente, ainda considero que uma boa startup precisa ter uma alta capacidade de escala, ou seja, conseguir crescer muito o faturamento sem precisar crescer as despesas fixas no mesmo ritmo.

O que estamos fazendo...

A grande especialidade da KaminskiAvalca é gestão financeira para pequenas empresas. No decorrer do tempo nós criamos uma metodologia de consultoria financeira que funcionava da mesma forma para a grande maioria das organizações que atendíamos, desde as de porte super pequeno até as maiores.

Porém, um grande problema do prestador de serviços é justamente a falta capacidade de atender inúmeras empresas ao mesmo tempo. Assim, sempre nos perguntávamos, “como atender cinco vezes mais clientes com a mesma estrutura de hoje?!”.

A partir de vários brainstormings chegamos numa boa hipótese:

Se o processo da consultoria é igual, ou seja, as reuniões com os diferentes clientes têm a mesma temática (a primeira reunião sempre é “igual” para todos, assim como a segunda e etc...), por que não gravar uma parte destas reuniões?

E foi isso que fizemos! Ao todo, nesta nova solução que desenvolvemos, são oito reuniões, sendo que cinco delas são gravadas e as outras três ao vivo por Skype.

Estas cinco reuniões são iguais para todos, mas a consultoria continua personalizada justamente porque entre as reuniões nós acompanhamos o cliente e vamos fazendo as customizações necessárias para sua empresa.

Para colocar num passo a passo de startup, o que fizemos foi:

1. Crie uma hipótese

Nossa hipótese foi: nós conseguimos atingir o mesmo resultado e o mesmo prazo da consultoria financeira presencial ao ter algumas reuniões gravadas mesclando com reuniões presenciais.

2. Desenvolva um protótipo

A lógica aqui é gastar o menos possível e ser o mais rápido para colocar sua hipótese a prova. Assim, em dois meses adaptamos nossa metodologia e lançamos nossa consultoria online e conseguimos os primeiros clientes.

Usamos os recursos que tínhamos para gastar o mínimo possível. A lógica é: se sua hipótese estiver errada, você não gastou uma grana preta!

3. Avalie e mensure

Para todos os serviços nós fazemos uma mensuração dos resultados, mas neste caso, estamos sendo muito mais detalhistas. Estamos medindo quanto tempo gastamos em cada etapa, com cada ação e com cada cliente que atendemos.

Estamos anotando todas as dúvidas que surgem, registrando observações e mensurando o desenvolvimento dos clientes. Tudo isso para aprender o máximo possível.

4. Aprenda

O objetivo de todo este ciclo é você aprender o máximo e o mais rápido possível para melhorar sua hipótese e reconstruir seu serviço/produto.

Neste processo pode ser que você descubra que sua hipótese estava errada, ou que os clientes enxergam o valor em outros aspectos ou que com pequenos ajustes você pode deslanchar.

5. Depois de comprovar suas hipóteses, invista e cresça!

Lembre-se: você não tem recursos para desperdiçar com uma HIPÓTESE. Depois de percorrer este ciclo algumas vezes e perceber que sua hipótese já é um “fato”, aí sim é hora de mandar ver!

Em nosso planejamento financeiro já temos orçado uma quantia para caso a consultoria passe nos testes, nós investirmos em seu crescimento!

Se você ficou curioso, entenda melhor sobre nossa consultoria em gestão financeira para pequenas empresas!

Gostou do post? Compartilha aí!

Gostou do post? Compartilha aí!

 

Renan Kaminski Damasceno

2014-01-23 09.31.28

O último Café com Negócios, dia 23/01, foi ótimo! Além das comidinhas e networking, tivemos palestra com o Leonardo Frade, que falou sobre Escalabilidade nos Negócios.

Abaixo um resumo dos principais pontos:

O que é um negócio escalável?

O termo ganhos de escala vem da produção, no qual quanto mais se produz de um item, menor será seu custo unitário.

Em negócios, considera-se escala a capacidade de "desgrudar" a Receita dos Gastos. Ou seja, é a empresa aumentar duas, três, dez vezes seu faturamento, mas as despesas totais aumentarem numa proporção muito menor.

Prestadores de serviços não são escaláveis!

A notícia ruim, que todo prestador de serviço já descobriu, é que serviços por natureza não geram escala. Para aumentar o faturamento, você precisa prestar mais serviços e, para tal, provavelmente precisará contratar mais pessoas! + receita com + custo não é muito legal!

Exemplos do que fazer

Não é simples, mas é possível. O Leonardo Frade citou alguns cases de serviços que criaram escala.

Um exemplo foi o aplicativo de celular Dieta e Saúde que tornou o serviço de nutricionista ultra escalável. Outro exemplo é o case da Beleza Natural, que resolveu o problema "do cabelo ruim". Assim, as  pessoas passaram a buscar o salão de beleza (e seu produto mágico) e não mais o cabeleireiro que sempre pula de salão.

O ponto para pensar a escalabilidade do negócio é ampliar a visão. O segredo provavelmente não estará em, por exemplo, ter mais encanadores trabalhando, mas talvez ter uma micro franquia, como fez o Doutor Resolve.

Tudo começa com uma pergunta "simples":

Como aumentar minha receita sem ficar dependendo de contratar novas pessoas e/ou aumentar a estrutura da empresa?

---

Aproveitando a deixa, inscreva-se para o próximo Café com Negócios. Se você gosta de conversar sobre negócios e gosta de comer, este será o local certo! =]

Confira aqui

Renan Kaminski

renan okpeq

Vamos nos conectar?
Newsletter
Deixe seu e-mail aqui e comece a receber dicas e novidades exclusivas!
© 2022 4blue | Desenvolvido por Fresh Lab Agência de Marketing Digital
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram