Este artigo foi criado pela empresa Conciliadora em parceria com a 4blue

 

Você quer perder dinheiro? Claro que ninguém quer, não é mesmo? Mas existe a tal imprevisibilidade do mercado. Calma! Para ela, também existe a gestão de riscos financeiros.

 

Como anda a gestão de riscos da sua empresa? Se você nem se quer implementou esta prática, saiba que está na hora de mudar.

Isso porque, com ela, você se prepara para mudanças inesperadas no cenário econômico. O maior benefício desta atitude é a redução de possíveis prejuízos financeiros.

A palavra aqui é precaução. A sua equipe, como gestores e investidores, também vão se sentir mais confiantes nas tomadas de decisões.

 

Então, devido à sua grande importância, não deixe de entender melhor sobre como funciona esta prática. Abaixo, leia:

- O que é gestão financeira;

- O que é a gestão de riscos financeiros;

- Como é feita essa análise;

- Quais são as suas ferramentas;

- Quais são as boas práticas;

- Como os sistemas podem ajudar.

 

O que é gestão financeira?

Você já sabe o que é gestão financeira. Se trata da união de tarefas administrativas desde o planejamento, análise, controle, conferência e execução de toda a parte financeira.

O seu objetivo é manter e aumentar o lucro da sua empresa.

É um processo extenso e dividido em partes para facilitar a sua realização.

 

O que é gestão de riscos financeiros?

Primeiro, é preciso saber quais são os riscos. Além das variações financeiras que ocorrem no mercado, há a forma como você administra o seu negócio.

Veja os principais exemplos que podem acontecer:

 

- Administração inadequada das finanças;

- Endividamento exorbitante;

- Pagamento de altas taxas de juros;

- Investimentos sem retorno certo e seguro;

- Falta de conhecimento e atualização.

 

A solução?

A palavra agora é probabilidade e a ferramenta estatística.

Esta é a melhor forma de reduzir os efeitos causados pelo mercado ou erros na administração.

Trocando em miúdos: um cálculo pode analisar o valor de uma máquina em uma fábrica. Ela gera gastos exorbitantes com o conserto? Há interrupção da produção ou possíveis atrasos na entrega dos produtos?

Em seguida, se previna para que isso não ocorra e gere soluções caso ocorra.

Você sabe como fazer uma gestão de riscos financeiros eficiente? Seguem 5 boas práticas:

 

#Prática 1- Tentar prever o risco

Antes de qualquer tomada de decisão, faça uma análise da situação mercadológica. Não se esqueça também de verificar a situação financeira da sua empresa.

Isso irá te contar o que pode ou não acontecer.

 

#Prática 2 - Evitar o risco

Vai fazer um investimento que não trará retorno certo? Evite!

Corra de tudo que tem uma porcentagem alta de prejuízo.

 

#Prática 3 - Aceitar o risco

Não negue nem deixe o risco para depois. Este é um erro fatal para qualquer segmento.

Encare e arrume uma solução de forma rápida. É importante também priorizar aqueles que estão mais graves.

 

#Prática 4 - Reduzir o risco

A palavra aqui é mudança. As práticas da sua empresa devem se transformar para que os resultados consigam se recuperar.

 

#Prática 5 - Transferir o risco

Reconheça o risco e saiba o momento correto de transferi-los para terceiros. Desta forma, outras empresas terão que lidar com ele de forma mais especializada.

Um grande exemplo é a contratação de um seguro. Neste caso, você será indenizado caso o algo ocorrer.

 

Como os sistemas podem ajudar?

Já podemos concluir que a gestão de riscos financeiros é uma atividade muito importante.

Antes de fazer qualquer investimento, faça uma análise de como está indo esta prática juntamente com seus funcionários.

 

Aprenda agora como fazer da melhor forma, com a ajuda dos sistemas.

 

Gestão financeira e conciliação automatizada de cartões

Quando você confere o seu fluxo de caixa, por exemplo, está realizando uma parte importante da gestão financeira que evita a ocorrência de má administração das finanças (já citado anteriormente).

O controle das vendas com cartão de crédito, por exemplo, pode economizar tempo e dinheiro para a sua empresa!

Se você quer informações precisas e práticas nesta hora, utilize um sistema automatizado. Desta forma, é possível verificar corretamente o que está recebendo e o que deve contestar. Também monitora as taxas, cancelamentos e fraudes.

Para escolher quem vai fazer a conciliação, pesquise e você verá que existem softwares e sistemas especializados que podem automatizar a maior parte do processo e guiar a sua equipe da melhor forma nas etapas da conciliação.

A Conciliadora desenvolveu um sistema on-line que faz conferência automatizada de todas a vendas com cartão de crédito e débito desde a aprovação na maquineta até o depósito em conta bancária.

Uma boa gestão das suas finanças exige uma plataforma completa de conciliação financeira. Esta é uma gestão com armazenamento dos dados segura, por meio do Cloud Computing (Computação em Nuvem).

Quer saber mais? Acesse o www.conciliadora.com.br . E acompanhe novidades e outros artigos sobre vendas de cartão de crédito em nossas redes sociais (@Conciliadora).

 

Equipe Conciliadora

 

Isso é uma das coisas que mais ouvimos. Trabalhar tanto e não ver a cor do dinheiro, ninguém merece né? Mas por que isso acontece? (mais…)

Vamos nos conectar?
Newsletter
Deixe seu e-mail aqui e comece a receber dicas e novidades exclusivas!
© 2022 4blue | Desenvolvido por Fresh Lab Agência de Marketing Digital
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram