Como calcular o Ponto de Equilíbrio

Sumário
Compartilhe
13 de maio de 2014

_

Você quer aprender como calcular o Ponto de Equilíbrio, então aprenda esses 4 conceitos.

4 conceitos principais para calcular o Ponto de Equilíbrio

1) O que é Ponto de Equilíbrio

É justamente o quanto a empresa precisa faturar para não ter lucro e nem prejuízo. É o mínimo de faturamento necessário para pagar todas as contas da empresa.

Em resumo, é uma das informações mais importantes que qualquer empreendedor deve ter. Informação básica que pouquíssimos sabem.

Mas para calcular o Ponto de Equilíbrio precisamos entender outros 3 conceitos

2) Despesas Fixas:

São os gastos relacionados à estrutura da sua empresa. As despesas fixas são “fixas” porque faça chuva ou faça sol, elas sempre estarão presentes.

Exemplo: Aluguel, Luz, Água, Contabilidade, Salários, Pró-labore, etc.

Atenção: elas não são “fixas” porque o valor é igual todo o mês, mas sim porque elas precisam ser pagas independente se suas vendas estão bem ou não. 

3) Despesas Variáveis:

É todo gasto diretamente relacionado ao seu produto ou serviço. Imagine que você não venda nada, então você não vai pagar comissão, nem imposto sobre nota ou compra de mercadoria ou matéria-prima e etc.

4) Margem de Contribuição:

É o quanto "sobra" para a empresa depois de descontar os custos variáveis. Você vende algo por R$100,00, mas deste valor uma boa parte já está comprometida, para  pagar impostos, comissão, comprar novas mercadorias ou matéria prima.

Então, ao final, deste R$100,00 vai sobrar apenas R$40,00 (exemplo hipotético). Ou seja, Margem de Contribuição é o valor de suas vendas menos os custos variáveis.


Precisamos encontrar a Margem de Contribuição em porcentagem e para isso basta dividir a Margem de Contribuição pelo Preço de Vendas, neste exemplo será 40,00 divididos por 100,00, que vai dar 40%

 

Agora vamos Calcular o Ponto de Equilíbrio

Entendido os 4 conceitos, agora basta substituir os valores na na fórmula do Ponto de Equilíbrio:

PE = Despesas Fixas Totais / %Margem de Contribuição

Veja o exemplo abaixo:

Sua empresa tem uma despesa fixa total de 23.500,00. E de acordo com o levantamento dos produtos, a média da margem de contribuição é de 25%. Ou seja, do total que é vendido 75% está destinado as contas variáveis e sobra 25% para pagar as contas fixas.

Substituindo na fórmula ficará: PE = 23.500,00 / 25%

PE = 94.000,00

O ponto de equilíbrio desta empresa é de 94mil reais. Faturando isso a empresa não terá lucro e nem prejuízo.

Caso a empresa melhore sua Margem de Contribuição e vá para 35%, seu novo Ponto de Equilíbrio será de:

PE = 23.500,00 / 35% = 67.142,86.

Veja como uma análise apenas na Margem de Contribuição altera significativamente a informação financeira da empresa.

Em uma nova situação, imagine que a empresa ainda tem 25% de Margem de Contribuição, mas reduz as despesas fixas de 23.500,00 para 20.000,00, seu novo Ponto de Equilíbrio será de:

PE = 20.000,00 / 25% = 80.000,00

Note que depois de descobrir como achar as informações, fica muito mais fácil utilizar a fórmula e ver o impacto que os custos tem em relação a empresa.

Agora utilize este aprendizado para calcular o seu Ponto de Equilíbrio. Se precisar de alguma ajuda tem uma ferramenta que calcula o Ponto de Equilíbrio sozinho, basta colocar as informações. Veja aqui.

Compartilhe: 
Escrito por
4blue
Posts relacionados:

Seu email vale ouro!

Coloque seu e-mail aqui pra aprender de graça a lucrar como louco!
Vamos nos conectar?
Newsletter
Deixe seu e-mail aqui e comece a receber dicas e novidades exclusivas!
© 2022 4blue | Desenvolvido por Fresh Lab Agência de Marketing Digital
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram