Antes de tudo, o Iluminismo Financeiro é uma Consultoria para Pequenas e Médias Empresas e tem conseguido grandes resultados para os empreendedores.

O método, desenvolvido pela 4blue, é inovador que garante eficiência e preço acessível.

O objetivo da Consultoria é fazer sua empresa lucrar 4 vezes mais e também garantir que ela seja sustentável para enfrentar qualquer crise, por isso nosso foco também é criar uma Reserva de Emergência de pelo menos 4 meses.

Parece muito para alcançar em apenas 6 meses? Mas isso já é uma realidade para os nossos clientes. 

Além disso, a 4blue tem um time especializado para atender qualquer segmento empresarial e não importa a sua localização. 

Outro ponto importante é que você pode entrar no Iluminismo mesmo se a sua empresa estiver com dívidas. De qualquer forma, nosso objetivo continua o mesmo!

Acompanhe esse texto para saber mais!

Como surgiu o Iluminismo Financeiro?

Desde 2009, a 4blue se dedica a ensinar gestão financeira para pequenas empresas.

Porém, apesar dos materiais e vídeos gratuitos liberados em nossas plataformas, nem sempre é fácil aplicar o conhecimento adquirido - principalmente se você está começando agora.

Dessa forma, a ajuda extra de especialistas acaba sendo a saída mais rápida para a sua empresa superar uma crise, se fortalecer e crescer com consistência.

Foi pensando nisso que a 4blue criou o Iluminismo Financeiro, um serviço de Consultoria Financeira totalmente adequado à realidade de Pequenas e Médias empresas. 

Apesar de ter um formato de acompanhamento 100% online, os resultados são exatamente os mesmo que você teria se contratasse uma consultoria presencial. 

Mas tem uma diferença: seu investimento é muito menor.

Como funciona o Iluminismo Financeiro

  1. Antes de tudo, é preciso validar sua inscrição. Feito isso, nossa equipe entrará em contato para finalizar essa etapa e indicar quem será será responsável pela sua Consultoria.
  2. Depois, o/a consultor 4blue entrará em contato pelo WhatsApp para dar as boas-vindas, passando as primeiras instruções e fazendo o alinhamento do Plano de Ação. Sim, o início acontece prontamente!
  3. Você receberá acesso a uma plataforma com todos os tutoriais em vídeos gravados para entender e realizar o passo a passo do Plano de Ação - essa parte é o que o consultor faria presencialmente com você, mas como dissemos, o resultado final não se altera. 

Atenção: Seja qual for o formato, o cliente precisa seguir o passo a passo de acordo com a orientação do Consultor para que o Plano de Ação aconteça.

  1. Periodicamente, em seu email, você receberá um descritivo da etapa que deve ser realizada. Esse descritivo acompanha os vídeos gravados (tutoriais da plataforma) demonstrando como fazer cada etapa. Basta assistir e replicar. 
  2. Logo ao final de cada etapa, você terá uma MISSÃO que, ao ser finalizada, marca a conclusão e sucesso desse passo. Para avançar, você deve enviar essa missão à consultoria. Isso será feito de modo simples e no seu tempo.
  3. Por último, vale ressaltar que, além dos tutoriais, você também terá acesso total ao suporte da consultoria para tirar qualquer tipo de dúvida, a qualquer momento (durante o horário comercial). 

Qual a duração da Consultoria?

Os ciclos da nossa Consultoria são de 6 meses. E nesse período você será guiado para atingir os objetivos de lucrar 4 vezes mais e gerar uma Reserva de Emergência de, pelo menos, 4 meses.

Mas apesar de conseguir atingir esse degrau de forma rápida e eficiente, o recomendado é que o cliente permaneça por outros ciclos para, de fato, implementar a consistência em seu negócio através de uma gestão eficiente.

Esse tempo de permanência é importante para que você consiga tomar decisões assertivas com clareza e segurança que vão garantir o futuro do seu negócio.

Quanto custa a Consultoria Iluminismo Financeiro da 4blue?

A pergunta correta é: Quanto custa ficar sem saber quanto sua empresa gera de PREJUÍZO?

O trabalho dos consultores financeiros vai muito além de ajudar a preencher planilhas. São eles que detectam, com agilidade, COMO POTENCIALIZAR SEU LUCRO E ELIMINAR A PERDA DE DINHEIRO NO SEU CAIXA!

O valor hora dos consultores é feito em cima de:

Ou seja, o valor dos consultores financeiros é MUITO ALTO!

Geralmente, uma consultoria financeira para pequenas empresas acaba sendo inacessível, pois fica entre R$ 15.000,00 a R$ 25.000,00.

SABEMOS QUE ESSA NÃO É A REALIDADE DOS PEQUENOS EMPRESÁRIOS, POR ISSO, NÃO COBRAMOS ESTE INVESTIMENTO NO ILUMINISMO FINANCEIRO.

Assim, se você já quer se cadastrar, clique aqui e vamos entrar em contato com você!

Veja os resultados dos nossos clientes:

E se ainda está com dúvida, você pode ver o que eles mesmo têm a dizer:

Depoimento cliente iluminismo Financeiro #1
Depoimento cliente #2
Depoimento cliente #3
Depoimento cliente #4

A 4blue dá garantia sobre dobrar o lucro?

Ao se inscrever no Iluminismo, você ganha direito a 2 tipos de garantia:

👉 A garantia de 30 dias INCONDICIONAL. Ou seja, você pode testar por 1 mês e se achar que a consultoria não é pra você ou se quiser desistir por qualquer motivo, a 4blue devolve o seu dinheiro investido. 

👉 Garantia de LUCRO OU LUCRO. Ao final dos 6 meses, se tiver seguido o passo a passo da consultoria e não aumentar em, pelo menos 50% seu Lucro Operacional (e no caso de não ter nenhum lucro hoje, se não passar a ter), você pode solicitar seu reembolso TOTAL.

E por que damos essas garantias? 

Porque CONFIAMOS no Iluminismo e SABEMOS que funciona!

Além disso, nós temos depoimentos incríveis de clientes contando como suas empresas dobraram, triplicaram e até quadruplicaram suas receitas com nossa Consultoria. 

Agora eu te pergunto:

Há quanto tempo você tá tentando SOZINHO/A fazer sua empresa dar certo e não consegue resultados? Quantas tentativas frustradas você já teve? Até onde você e sua família vão aguentar esperar para que sua empresa dê certo?

A garantia nós damos, mas quem faz acontecer É VOCÊ.

Qual a diferença do Iluminismo Financeiro para os cursos de Finanças da 4blue?

Antes de mais nada, tanto o Iluminismo quanto os outros cursos da 4blue são embasados na metodologia 4blue de gestão financeira.

Contudo, o Iluminismo é um processo de consultoria no qual você tem o contato direto com um/a consultor/a para tirar suas dúvidas específicas.

Assim, ele(a) irá te acompanhar etapa por etapa, dando suporte direto para revisar o que você está fazendo, te ajudar nas análises e até receber “cobranças” se você não estiver avançando nas fases e cumprindo o passo a passo.

“Mas será que funciona pra mim? Minha empresa é MEI diferente... MEI complexa, meu problema é muito difícil de se resolver...”

Portanto, não importa, seja qual for a complexidade e o segmento do seu negócio, nosso método vai deixar seu financeiro mais simples, lucrativo e forte para vencer qualquer crise!

RESUMINDO!

- Em primeiro lugar, o Iluminismo Financeiro é para quem tem PRESSA de fazer acontecer e está disposto/a a ser orientado/a por um especialista que vai te fazer botar a mão na massa, sem esperar por milagres.

- Além disso, é para quem consegue separar, pelo menos 2 horas por SEMANA, durante um mês (depois vai diminuindo) para aprender a ENXERGAR o seu financeiro!

- Por fim, o Iluminismo não é um gasto, é INVESTIMENTO que dá direito a, NO MÍNIMO, aumentar em 50% seu Lucro Operacional!

Sobre a 4blue!

Somos apaixonados por finanças e pequenas empresas e já atendemos mais de 3.000 clientes no Iluminismo Financeiro e mais de 20.000 clientes em cursos e treinamentos. 

E além disso, estimamos que mais de 1 milhão de empreendedores já foram impactados por nossos conteúdos.

A missão da 4blue resume muito bem o nosso propósito: Fazer pequenas empresas se tornarem grandes.

Por isso, saiba que por trás da 4blue, existe um time de empreendedores que é apaixonado pelo que faz e não mede esforços para continuar levando cada vez mais conhecimento de qualidade para quem precisa. 

Assim, essa paixão contagia também nossos clientes e alunos.

Dessa forma, se você tem um pequeno negócio, trabalha muito e não vê a cor do dinheiro, nós queremos e podemos te ajudar a ter uma empresa lucrativa e voltar a amar seu negócio. Vem com a gente!

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO ILUMINISMO FINANCEIRO

A Consultoria Financeira da 4blue é hoje (2022) cerca de 30% mais barata que há 13 anos (2009)! Como conseguimos isso?

Primeiramente, não estou comparando bananas com maçãs.

Afinal, é a mesma Consultoria Financeira prestada em 2009 e 2022. O resultado é o mesmo, mas criamos algumas inovações que nos permitiram cobrar um preço mais barato que antes.

E não, a inflação não é uma lenda e não somos imunes a ela. O que aconteceu foi outra coisa!

Neste artigo vou explicar como conseguimos prestar um serviço de forma mais barata que há treze anos.

Continua comigo! 

A busca pela inovação!

Que inovar é super importante todo mundo está cansado de saber.

Inovar para agregar valor, inovar para aumentar a escala, inovar para reduzir custos, enfim.

Inovação é um tema que sempre está em alta nas matérias de revistas, jornais, cursos e simpósios da vida.

Google. Cirque du Soleil. Uber. Whatsapp. NuBank. Netflix. ... Todas inovadoras.

Ok.

Mas pouco se diz sobre como inovar.

E muito menos se mostra casos reais de pequenas empresas que inovaram.

Uma coisa é você ter um orçamento de 12 milhões para inovar.

Outra bem diferente é você inovar com meia dúzia de boletos atrasados

Bem, aqui teremos uma breve visão de como nós da 4blue, uma pequena empresa, inovou de verdade e como você pode fazer o mesmo.

(obs.: não tínhamos boletos atrasados, mas também não tínhamos orçamento nenhum)

Breve contextualização:

A 4blue é uma empresa especialista em gestão empresarial para pequenas e médias empresas. Nosso propósito é fazer pequenas empresas se tornarem grandes.

Nós temos vários cursos de gestão financeira e também prestamos consultorias.

Rapidíssima visão sobre Inovação

Antes de prosseguir com o estudo de caso precisamos de um alinhamento sobre inovação.

Se alguém lhe perguntasse: o que é inovação?

O que você responderia?

Existem alguns conceitos que as vezes nos parecem muito claros, mas que na prática não conseguimos explicar direito.

Vamos usar algumas referências de pessoas entendidas das coisas:

“Inovação é identificar novas necessidades.”

Chris Anderson

É, admito que esta frase foi fraquinha..

“Inovação é a criação de novas formas de valor em antecipação à demanda futura.”

Andrew Zolli

Essa já é mais interessante. Você se antecipa a algo que ainda nem aconteceu.

“Inovação é tentar descobrir um jeito de fazer algo melhor do que tudo o que já se fez.”

David Neeleman

‘Do que tudo que já se fez’.

Sem dúvida coloca uma boa responsabilidade nas costas de quem está tentando inovar.

Mas sem dúvida alguma a melhor, da melhor, das melhores de todas as frases do universo, é a seguinte:

“Inovar é mudar de patamar as expectativas do cliente!”

Renan Kaminski

Que fique claro que o fato de a frase ser minha mesmo não influenciou em nada ela ter sido escolhida por mim mesmo como a melhor das melhores...

Em minha percepção, quando você inova, você faz com que o cliente não queira voltar atrás.

Pense no seu telefone celular. Provavelmente é um smartphone, certo? Você se vê trocando-o por aqueles telefones Nokia tijolinho das antigas?

Acho que não né? Justamente porque nosso patamar de expectativas mudou...

 

Para resumir sobre Inovação. Podemos entendê-la como a junção de duas coisas:

Valor para o cliente + Algo diferente

Assim, você criar algo diferente do comum e que agregue muito valor ao seu cliente.

Eventualmente as empresas criam algo novo, mas que na prática não agrega valor nenhum.

Já outras, conseguem agregar valor, mas sem necessariamente criar algo novo, seja um produto, um método, a forma de entrega, etc.

Assim, Inovar é conseguir agregar um valor imenso ao cliente fazendo algo diferente do que se conhecia até o momento.

Ok. Estamos alinhados quanto a o que é inovação. Podemos prosseguir...

 O problema do Mercado de Consultoria Financeira

Toda solução resolve um problema. (ohh)

Se inovação é agregar valor e para agregar valor você precisa resolver um problema, logo inovação também é resolver um problema.

Então, para entender como conseguimos inovar no mercado de consultoria precisamos entender o problema que existe no mercado de consultoria.

Na verdade, este problema é o mesmo problema da grande maioria dos prestadores de serviços.

Pensa comigo:

O trabalho do consultor é resolver um determinado problema do cliente. Seja na área financeira, em vendas, em marketing, logística, enfim.

O consultor utiliza seu conhecimento para ajudar o cliente a resolver o problema de forma mais rápida e efetiva do que o cliente faria sozinho.

Assim, o consultor, como quase todos os outros prestadores de serviços, depende de sua hora de trabalho para atender seus clientes.

Logo, se eu, como consultor, vendo minha hora, eu tenho uma capacidade máxima de clientes para atender.

 

Fazendo conta de padeiro*:

Se eu tenho 160 horas de trabalho no mês.

E se para cada cliente eu gasto 30h por mês.

Então, na melhor das hipóteses eu poderia atender 5 clientes por mês.

Certo?

--

*Estas contas de padeiro geralmente têm erros graves que podem prejudicar muito sua empresa. Aqui é meramente para simplificar o exemplo

--

Se eu quiser atender mais clientes, de duas uma:

- Ou eu contrato alguém para fazer esse atendimento.

- Ou eu diminuo o número de horas que eu dedico para cada cliente.

 

A primeira solução incorre num aumento de custos. Logo, você precisa garantir um número mínimo de clientes para fazer valer a pena a contratação.

Sem falar no risco de mais cedo ou mais tarde o colaborador ir embora e você ter que se virar nos 30 para atender todos os clientes.

 

Assim, há vários anos nosso principal desafio foi:

Como aumentar significativamente a escala de nossos serviços sem precisar recorrer a mais e mais colaboradores?

 

Desde sempre tentamos melhorar nossas metodologias e processos.

E durante muito tempo isso deu certo. Ano após ano conseguíamos atender mais clientes de consultoria com, basicamente, a mesma estrutura.

Porém, chegou um momento que os processos e métodos da consultoria já estavam muito otimizados. Já não enxergávamos maneiras de aumentar nossa capacidade de atender clientes sem perder qualidade.

E aí novamente o desafio voltava:

Como aumentar significativamente a escala de nossos serviços sem precisar recorrer a mais e mais colaboradores?

Uma breve viagem à Índia para buscar inspiração

Certa vez ouvi uma frase que dizia mais ou menos o seguinte: “para todo e qualquer problema que você está tentando resolver, existe alguma pessoa que dedicou centenas, talvez milhares de horas para chegar na solução”.

Quer dizer que preciso dedicar centenas de horas também?! Óbvio que não! Quer dizer que você deve procurar quem já resolveu o mesmo problema que você está enfrentando.

E a inspiração para nossa inovação veio de bem longe.

Da Índia.

Lá existe um Hospital de Olhos chamado Aravind.

Este hospital se tornou o maior e mais produtivo hospital de olhos do mundo.

Sabe como eles conseguiram isso?

Inspirando-se no McDonalds!

 

Veja o que o fundador do Hospital diz:

“O conceito do McDonalds é simples. Eles treinam pessoas do mundo inteiro, independentemente das diversas religiões, culturas, etc. para produzirem o mesmo produto e o fornecerem da mesma forma em centenas de lugares”

Nosso amigo indiano (o nome dele é impronunciável) queria criar uma clínica de cuidados oftalmológicos com as mesma eficiência do McDonalds.

 

E eles conseguiram.

Eles criaram um processo onde eles conseguem fazer 10 vezes mais cirurgias oculares do que a média dos outros hospitais.

Para se ter noção do nível de produtividade, o cirurgião, que é o sujeito com a mais alta capacidade (e salário), quando termina uma cirurgia, ele se vira para o lado e imediatamente já tem outro paciente esperando para iniciar o procedimento.

Todo o processo de preparação do paciente, atendimento, conversa com a família, “despreparação” do paciente, etc. não é feito por aquele cirurgião.

 

Eu já conhecia este case há vários anos. Mas o clique veio no final de 2013, quando assisti a palestra de um dos maiores consultores de inovação do mundo (outro indiano de nome muito doido), na qual ele contou mais detalhadamente sobre o caso do Hospital Aravind.

Ao final da palestra, eu estava com raiva.

Muita raiva.

Mas era uma raiva boa. Uma raiva de não ter enxergado isso antes.

 

Naquele momento, o Hospital de Olhos clareou minha visão (ahn, ahn, sacou, sacou?) e me fez perceber o que precisávamos para transformar nossa empresa e transformar o modelo tradicional de consultoria.

 

Saí da palestra pensando:

“Se eles conseguem remodelar o processo do hospital para se tornar 10x mais produtivo, como nós, como uma empresa de consultoria, não poderemos fazer o mesmo?

 

A partir dali eu e o Aleks, meu sócio, começamos a quebrar a cabeça para aumentar a produtividade da consultoria, aumentar a escala e, quem sabe, até reduzir o preço!

 

Polinização de Ideias

Um pequeno parênteses para falar sobre o processo de inovação.

Em um livro chamado “As 10 faces da inovação”, Tom Kelley, sócio da Ideo, uma das principais empresas de design e inovação do mundo, fala sobre 10 perfis de inovador. Não necessariamente pessoas que naturalmente tem esse perfil, mas ele diz para você se colocar (quase como um ator) nestes perfis.

Uma das faces é a do Polinizador.

O Polinizador tem a capacidade de adaptar ideias de outros setores para dentro de sua própria empresa. Ou seja, ele enxerga algo que, aparentemente, não tem nada a ver com o seu negócio, mas percebe como trazer o mesmo princípio para inovar em seu setor.

E a palestra do consultor de inovação que eu assisti era sobre inovação na saúde. E a maioria das pessoas com quem conversei depois, assistiu a palestra como uma palestra de inovação na saúde.

Já eu não. Felizmente eu consegui polinizar o conteúdo. Cada aspecto que ele explicava, eu conseguia trazer para dentro do negócio da 4blue.

Do mesmo jeito que eu polinizei a palestra sobre o Hospital, espero que você esteja polinizando este artigo para seu negócio 

Fecha parênteses...

Inovando no mercado de Consultoria Financeira

Como eu falei, o consultor é um profissional que, basicamente, resolve problemas.  Vê uma situação e pensa numa solução.

A maioria das consultorias (financeiras ou não) tem um  certo grau de personalização do trabalho, pois cada empresa é uma empresa.

Porém, a consultoria financeira tem uma “mágica”.

O processo financeiro de qualquer empresa é basicamente igual. Seja da Microsoft do Bill Gates ou da Padaria do seu Joaquim.

É entrada e saída de dinheiro. Lucro. Controle. Análise.

Assim, o consultor financeiro se torna mais importante nos detalhes, para tirar dúvidas, fazer correções, ajudar as análises, etc. etc.

 

Aí começamos a pensar: temos um método de consultoria que estrutura a gestão financeira em 35 dias.

Assim, por ser um MÉTODO, todas as reuniões basicamente são iguais. A primeira, a segunda, a terceira e assim por diante. Os temas tratados na primeira reunião com o Sr. João, são os mesmos temas da primeira reunião com a Sra. Marina. Mesmo que os negócios sejam muito diferentes.

Logo, se todas as reuniões são basicamente iguais, por que não ser literalmente iguais?

Por que não transformar estas consultorias em vídeo-reuniões? Que dispensam a presença do consultor (presencialmente ou por Skype) e falam exatamente aquilo que o consultor iria falar.

E se o cliente tiver dúvida, ele entra em contato com o consultor.

 

E foi isso que fizemos. A partir daí surgiu o Iluminismo Financeiro.

Uma consultoria baseada em vídeo-reuniões, em que o cliente segue a metodologia normal da consultoria, mas ao invés de estar presencialmente em cada reunião com o consultor, ele assiste uma vídeo-reunião.

Ao invés de eu, como consultor, ter que gastar 3h para 3 clientes diferentes, já não preciso mais dispender esse tempo todo.

Consigo ensinar aquilo que o cliente precisa saber e passar as atividades que ele deve executar por meio do vídeo.

E todos os detalhes, dúvidas, adaptações inerentes ao processo de consultoria aí sim entra o consultor – como o cirurgião que entra apenas no momento mais necessário do processo.

 

Nós conseguimos repensar e automatizar o máximo possível o processo de consultoria.

 

Resultado: conseguimos ter mais clientes, impactar mais pessoas, ajudar mais empresas e, ainda, reduzir consideravelmente o preço para o cliente.

 

O Iluminismo tem o mesmo prazo que nossa consultoria “tradicional” – 1 mês de estruturação + 2 meses de acompanhamento

Tem os mesmos resultados previstos.

Tem o mesmo nível de personalização das soluções.

Porém, ele tem um preço muito mais em conta. Tão em conta que é 31% mais barato que nossa consultoria de 2009, quando abrimos nossa empresa.

E funciona mesmo?

Toda inovação sempre gera medo no início.

Será que funciona? Poder ser um golpe? Será que serve para mim?

Sim, funciona mesmo. Desde o início de 2014 estamos atendendo clientes nesse novo método.

Não, não é um golpe >,<

E provavelmente funciona para sua empresa. Já atendemos, pelo Iluminismo, comércio de roupas, e-commerce, artesanato, empresa de corrida (!), advocacia, enfim... um monte de empresa completamente diferente.

 

Olha o que a Meeg falou depois de duas semanas que começou a consultoria do Iluminismo Financeiro:

A Márcia, depois da primeira semana já estava gostando também.

Mas e a personalização da consultoria?? Consultoria é um processo específico para cada caso!!

É verdade... uma boa consultoria é personalizada.

Mas o ponto da nossa consultoria financeira é: a personalização não acontece na reunião em si, mas sim entre as reuniões. Quando o cliente tira as dúvidas, quando precisa de uma planilha mais adaptada para seu negócio, enfim...

Nós padronizamos simplesmente aquilo que poderia ser padronizado.

Lembre: inovação é gerar valor para o cliente + fazer algo diferente

 

Enfim, eis aqui nosso caso de sucesso com inovação. Foi assim que criamos um processo de consultoria mais barato que nossa consultoria de sete anos atrás. =]

Hora do Merchan

Aproveitando que você já está aqui...^^

Se você tem uma empresa de pequeno porte e quer, definitivamente estruturar as finanças do negócio, em breve abriremos algumas vagas desta consultoria para nossa lista de espera.

 

O Iluminismo Financeiro tem como propósito estruturar a rotina financeira para oferecer melhores informações de forma mais prática e rápida!

E ainda analisar os números para ajudar no crescimento da sua empresa!

 

Com esta consultoria financeira, você vai:

 

Para fazer parte do Iluminismo Financeiro, clique aqui!

Espero que tenha gostado deste estudo de caso sobre inovação.

Grande abraços e até a próxima!

Inovação - O que te trouxe até aqui pode não te levar muito longe!

Mais um post para compartilhar um insight sobre Gestão Financeira.

 

Nosso sócio Renan ouviu a seguinte frase do Gustavo Caetano - Que é SEO da Sambatec e tem participação em outros negócios - que é muito óbvia mas deixou uma pulga atrás da orelha:

O QUE TE TROUXE ATÉ AQUI, PODE NÃO TE LEVAR MUITO MAIS LONGE!

 

Ou seja, o que você fez até agora ou o que você faz hoje, talvez não te leve muito mais para frente!

Veja também: Inovação - 4blue revoluciona o mercado!

Sabe porque?

Porque isso é a síntese da inovação: não fazemos negócios da mesma forma que antigamente, não projetamos produtos, metas, projetos como projetamos no passado.

 

É importante entender que talvez um setor que hoje tem produtos e serviços suficientes não possa manter esse ideal por muito tempo.

Hoje temos exemplos como Uber, diversos comércios eletrônicos, aplicativos de delivery que mostram como um modelo de negócios pode ser o ideal para um momento e muda completamente em seguida.

Isso serve também - E MUITO - para a Gestão Financeira:

Baixe já o e-book de Inovação em Valor e muitos outros materiais!

Lembre-se que mesmo que o seu modelo de gestão possa ter sido suficiente até agora, ele precisa estar preparado para mudanças, sejam de mercado, novos concorrentes ou idéias, de crescimento, planos de crescimento ou caso sua empresa tenha um boom ou uma baixa eventual nas vendas ou até a saída de um funcionário que te ajude de alguma forma nisso…
A 4blue criou, inclusive, uma ferramenta de Inovação em Valor muito focada na estratégia do Oceano Azul e que ajuda os empreendedores que podem estar fechados numa "zona de conforto".

Enfim, inúmeros fatores que podem acontecer - e acontecem sem perceber - para os quais você precisa estar bem preparado. E estar bem preparado significa o maior controle possível e nunca ser pego de surpresa!

Se você está pensando em contratar uma consultoria ou está em processo de, você vai se deparar com dois tipos de prestadores de serviço: consultores autônomos (pessoas físicas) ou empresas de consultoria (pessoas jurídicas).

Mas será que isso realmente faz diferença?!

Sim! Existem algumas diferenças entre contratar um consultor autônomo e contratar uma empresa de consultoria – e você deve levar em consideração estas diferenças para não errar na contratação.

Neste artigo vou lhe mostrar as diferenças entre estes dois tipos de consultoria.

[Rápida contextualização: meu nome é Renan Kaminski, sócio da 4blue, empresa especialista em gestão financeira para pequenas empresas. Trabalho com consultoria (seja em empresa de terceiros ou como autônomo ou como empresário) desde 2006.]

Principais características ao contratar um Consultor Autônomo

contratar um consultor ou empresa de consultoria 1

O consultor autônomo é uma pessoa física que presta consultoria.

Em geral, ele não tem equipe e, se necessário, terceiriza partes do serviço com pessoas ou empresas externas.

Eventualmente o consultor pode até ter um CNPJ, mas ainda assim tem a característica de autônomo, afinal o negócio é ele próprio.

Por ser autônomo, sua capacidade de atender clientes em quantidade é relativamente pequena, afinal, ele só tem 24h por dia.

Principais características ao contratar uma Empresa de Consultoria

contratar um consultor ou empresa de consultoria 2

A empresa de consultoria geralmente, mas não necessariamente, terá ao menos dois sócios.

Por vezes a empresa de consultoria terá funcionários, mas muitas vezes são apenas os sócios mesmo. Estes funcionários podem ser tanto relacionados a questões administrativas do negócio, quanto consultores mesmo que irão prestar o serviço.

É importante deixar claro que não é só porque existe um CNPJ que necessariamente é uma empresa. Tecnicamente sim, mas na prática talvez não. Isto é, muitas vezes a pessoa possui um CNPJ, mas tem uma estrutura de autônomo, onde ele é o negócio e só.

A empresa de consultoria tende a ter uma capacidade de atender mais clientes, visto que geralmente há mais de um consultor prestando o serviço.


Você sabe exatamente o que é e como funciona uma consultoria financeira empresarial?

Nós escrevemos um post detalhando o que você precisa saber sobre uma consultoria financeira empresarial. Confere aqui.


Contratar Consultor versus Contratar Empresa de Consultoria

contratar um consultor ou empresa de consultoria 3

Entendi as características principais de um e de outro, podemos fazer uma comparação direta entre eles.

Como tudo na vida, vai haver pontos positivos e pontos negativos para ambas as partes.

 

Contratar Consultor

Contratar Empresa de Consultoria

Não se pode fazer distinção entre a qualidade de ambos apenas por ser uma pessoa física ou jurídica.

Na teoria a pessoa jurídica levaria certa vantagem por ter mais pessoas pensando o método, mas ainda assim não é garantia

O Preço do autônomo tende a sair mais barato, pois a estrutura dele é menor.

Mas não necessariamente, visto que, ao mesmo tempo que a estrutura é menor, sua capacidade de atender clientes (em quantidade) também.

O Preço da empresa tende a ser maior, devido à sua estrutura, funcionários e assim por diante.

Mas não necessariamente será maior, visto que a empresa consegue atender um número maior de clientes.

Quanto a garantia de entrega, o consultor autônomo representa um risco maior, visto que ele é uma única pessoa e ponto. Logo, se ele sumir do mapa, toda a consultoria sumiu junto. Quanto a garantia de entrega, a empresa de consultoria leva vantagem. Pode até ser que o consultor que lhe atende suma do mapa, mas é menos provável que a empresa inteira desapareça.

 

No final das contas, você como cliente, tem que fazer a avaliação Investimento x Benefício.

As vezes o barato pode sair caro, mas também as vezes o caro de fato sai caro, pois poderia sair mais barato! rs

Além dos três pontos acima, existe um fator que consideramos uma grande vantagem para as empresas de consultoria...

A grande vantagem da empresa de consultoria

contratar um consultor ou empresa de consultoria 4

Existe uma grande vantagem em favor das empresas de consultoria.

O consultor da empresa de consultoria tende a ter uma visão de empresa muito mais próxima da realidade do cliente que também tem uma empresa.

Explico: eu, como consultor, tenho como missão resolver um determinado problema do meu cliente. Se eu tenho uma EMPRESA, eu entendo muito melhor a realidade do meu cliente que também tem uma EMPRESA.

Percebe a diferença?

Exemplo: a 4blue é especialista em gestão financeira para pequenas empresas. Nós temos uma EMPRESA de consultoria. Então, quando vamos prestar o serviço para o cliente, nós sabemos exatamente o que vai funcionar e o que é apenas teoria, justamente porque nós temos uma empresa, com estrutura de empresa, problemas de empresa e pensamento de empresa.

O consultor autônomo, muitas vezes (veja: não é uma generalização) fica preso na teoria daquilo que seria o certo, porém, as vezes a realidade da pequena empresa, em especial, é diferente. Mas como o autônomo não tem um negócio de fato, ele não percebe esta realidade.

Sem dúvida esta é uma grande vantagem para o empresário que quer contratar uma consultoria.

E aí? Está mais claro se, no seu caso, é melhor contratar um consultor ou contratar uma empresa de consultoria?

Como a 4blue resolve a principal desvantagem da empresa de consultoria: o PREÇO?

contratar um consultor ou empresa de consultoria 5

A empresa de consultoria tende a ter um preço maior do que o consultor autônomo.

Porém, o público-alvo da 4blue são pequenas empresas. Então, como resolvemos esta possível desvantagem, sendo que justamente a pequena empresa é quem tem menos dinheiro para pagar uma consultoria?!

Há duas coisas que a 4blue aprendeu a fazer e o faz muito bem:

  1. Controle de Custos
  2. Inovação

Controle de Custos

Como especialistas em gestão financeira não poderia ser diferente. Todo nosso modelo de negócios é o mais enxuto e otimizado possível.

Além disso, controlamos com todo o rigor cada centavinho que sai de nosso negócio, justamente para não impactar o preço ao cliente final.

Inovação

Nós nunca gostamos de deixar de atender um cliente por questões de preço.

Por isso, ao longo dos últimos anos nós criamos algumas inovações no modelo de negócios da consultoria.

Uma destas inovações foi a adoção de vídeo-reuniões gravadas. Parece uma vídeo-aula, mas é uma reunião. Tudo o que falaríamos ao vivo e a cores com o cliente, é falado por meio desta vídeo-reunião gravada.

Desta maneira nós conseguimos substituir algumas reuniões que aconteceriam ao vivo por estas reuniões gravadas. Logo, se o tempo do consultor não se faz necessário, a consultoria sai mais barata.

*Obs.:  nós temos modelos de consultoria em que todas as reuniões são ao vivo, temos modelos que mesclam reuniões ao vivo e vídeo-reuniões gravadas e ainda modelos em que 100% das reuniões são gravadas. Nós identificamos o perfil do cliente e oferecemos a melhor opção para resolver o problema.

Para você ter uma ideia: hoje, no momento em que escrevo, sete anos após abrir a empresa, nós temos um modelo de consultoria financeira que sai MAIS BARATO que a mesma consultoria de sete anos atrás! Este é o poder da inovação 😉

Portanto, se você está pensando em contratar um consultor (ou uma empresa de consultoria) para melhorar a gestão financeira do seu negócio, entre em contato conosco!

Será um prazer conversar com você! Basta nos enviar uma mensagem. =]

Grande abraço!

Renan Kaminski (consultor numa empresa de consultoria)

Clique para compartilhar este conhecimento =]

Clique para compartilhar este conhecimento =]

Aproveite e baixe o e-book Gestão Financeira em 5 Passos e seja um Ninja nas Finanças, clique aqui!

 

Assista o vídeo ou leia o post. O que você preferir 😉

Imagine estas duas empresas. Uma tem um faturamento de 1.200.000 por mês. A outra fatura apenas 30.000.
Qual delas parece ser mais atrativa?
 Receber dinheiro
A primeira certo? O problema é que uma RECEBE dinheiro enquanto a outra GANHA dinheiro.
Parece ser a mesma coisa, receber dinheiro e ganhar dinheiro, mas definitivamente não é. É só ver neste próximo gráfico.
 Ganhar dinheiro
A empresa que fatura 1,2 mi por mês (entra todo santo mês cerca de um milhão e duzentos mil reais na conta bancária) tem um lucro mensal negativo de 110 mil.
Enquanto a segunda, com seus modestos 30 mil de faturamento consegue fazer sobrar cerca de 8 mil reais por mês.
A primeira recebe dinheiro. A segunda GANHA dinheiro. Pode parecer contraditório, mas o faturamento de um negócio é o indicador financeiro MENOS IMPORTANTE que existe!
Faturamento não significa nada! O que importa é o lucro que o seu negócio gera. Sua preocupação não deve ser receber dinheiro, mas sim ganhar dinheiro! Fazer sobrar dinheiro.
Muitos empresários passam dia e noite batendo a cabeça pensando em como receber mais dinheiro, ou seja, aumentar as vendas e o faturamento, quando sua preocupação deveria ser em ganhar dinheiro, ou seja, aumentar o lucro.

E aí, você está se preocupando em RECEBER dinheiro ou em GANHAR dinheiro?

Clique para compartilhar este conhecimento =]

Clique para compartilhar este conhecimento =]

startup-lab renan Por Renan Kaminski (fazendo o máximo para GANHAR dinheiro)

Assista o vídeo abaixo ou leia o post - o conteúdo é basicamente o mesmo 😉

Era uma vez o governo (insira cidade/estado/país). Ele gastou mais dinheiro do que arrecadou. E o Brasil explodiu. Fim.

“Ahh, que governo burro, bando de incompetentes”

Verdade.

Mas vai dizer que sua empresa nunca fez isso! Que você nunca gastou mais dinheiro do que arrecadou?!

Hein?!

Existe um grande fator que faz com que as empresas tenham prejuízo. Não ter controle do dinheiro. Não saber de onde veio e pra onde diabos foi o dinheiro.

carteira-vaziaToda empresa precisa saber até os centavos que tem na conta ou no cofre ou na carteira.

E eu tenho uma dica super simples de como você pode ter mais controle sobre o seu dinheiro.

Parando de usar dinheiro.

Sim, parar de usar dinheiro – dinheiro vivo

Quanto menos você usar de dinheiro vivo, mais fácil é ter o controle.

A lógica é simples: o dinheiro não deixa rastro (por que você acha que manolo bota dinheiro nas cueca?)

Agora, todo pagamento de boleto, transferência ou mesmo o cartão de débito e crédito deixam rastro na sua conta corrente. Assim fica muito mais fácil você contabilizar onde foi parar a grana da empresa.

Assim, para de ser sujeito bobo, que vai no banco e saca 5 mil reais e utilize o dinheiro direto do banco. É mais seguro e você tem maior controle!

--

Se você quiser dar um upgrade no financeiro da empresa, recomendo fortemente que você leia nosso e-book Gestão Financeira em 5 Passos. Leitura rápida e fácil e, o melhor, gratuita. Basta clicar neste link, deixar seu e-mail e ler imediatamente!

--

Clique para compartilhar este conhecimento =]

Clique para compartilhar este conhecimento =]

startup-lab renan Por Renan Kaminski (gastando o mínimo possível em dinheiro vivo)

Na virada do ano de 2014 para 2015 eu viajei para uma cidade chamada Iporanga-SP. Iporanga é conhecida como a Capital das Cavernas, pois é a região que apresenta a maior quantidade de cavernas no Brasil (será mais fácil você procurar informações como PETAR – Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira).

Admito que fomos para lá sem expectativa nenhuma. Nós íamos ficar uma ou duas noites no máximo e no fim das contas ficamos uma semana inteira! O lugar é incrível!

Este sou eu numa cachoeira dentro da caverna

Este sou eu numa cachoeira dentro da caverna


Lá, obviamente, visitamos várias cavernas (afinal, é a capital das cavernas!). E quando você se afasta um tanto da boca da caverna, a escuridão vira total. Portanto cada pessoa leva uma lanterna consigo.

E de vez em quando, nós apagávamos todas as luzes das lanternas para “sentir” aquela escuridão. E quando você coloca a mão na frente do seu rosto e não enxerga, aí você percebe que está escuro mesmo!

Mas o que tudo isso tem a ver com o seu negócio? TUDO! Quando você não tem uma excelente gestão financeira, é como se você estivesse numa caverna sem lanterna!

É exatamente esta uma das piores consequências desastrosas de sua má gestão financeira:

Sensação de insegurança / de estar no escuro

Dentro da caverna, quando apagávamos as luzes, nós ficávamos parados. Se tentássemos andar, com certeza iria acontecer algum acidente.

Mas na sua empresa você não tem condição de ficar parado! Todo santo dia você está tomando decisões. Mas está tomando decisões no escuro, afinal, você não tem plena ciência dos números.

Você não sabe exatamente quanto entrou de dinheiro no mês passado.

Você não sabe exatamente se haverá dinheiro no fim do mês  não.

Você não sabe exatamente quanto de dívidas a empresa tem

Você não sabe exatamente o quanto você tem que faturar para, ao menos, pagar todas as contas.

Esta “cegueira”- a mesma da escuridão da caverna – causa insegurança. Insegurança causa desconforto. Insegurança não lhe deixa dormir direito. Insegurança faz você ter que trabalhar mais para atingir os mesmos resultados. Insegurança faz mal à sua saúde!

Tudo isso porque você não tem uma boa gestão financeira! Tudo isso por algo que não é difícil de ser resolvido – mas também não é fácil.

Se você está nesta escuridão, aconselho fortemente que você leve em consideração fazer nosso curso de Gestão Financeira para Pequenas Empresas. É o primeiro passo mais fácil para você sair da escuridão financeira.

Clique para compartilhar este conhecimento =]

Clique para compartilhar este conhecimento =]

Por Renan Kaminski (sempre com uma boa lanterna indicando o caminho)startup-lab renan

Oi, tudo bem? Aqui é o Renan Kaminski, empreendedor, sócio-consultor da 4blue (KaminskiAvalca) e jogador de vídeo game. Tenho algo especial para dizer hoje...

Não sei se você sabe, mas somos especialistas em Gestão Financeira para Pequenas Empresas. Não serei hipócrita de desmentir que finanças é quase um chute nas bolas, um puxão de cabelo, pimenta nos olhos (os seus!) ou depilação com cera na nuca.

Opa, espera.. espera... vamos conversar com calma antes. Leia até o fim e tenha uma surpresa. Demorei uma hora para escrever este texto, você levará apenas 5 minutos =)

Gestão financeira não é fácil. É chato e entediante. Requer alguma habilidade matemática e de pensamento lógico, mas não requer criatividade – que é bem mais legal. Preencher uma planilha não traz novos clientes e, se a planilha não estiver bem feita, ainda faz perder mais tempo para ter as informações. Gestão financeira empresarial não se aprende em casa, nem na faculdade e nem em 2 minutos de matéria na TV ou duas páginas na revista.

Eu me formei em Ciências Contábeis (UFPR), mas nunca trabalhei com contabilidade. Fiz um MBA em Gestão Estratégica (USP), no qual metade das aulas englobava finanças, porém meu TCC foi sobre marketing – porque sim, é mais divertido.

Apesar de tudo isso, acredite: eu AMO gerenciar as finanças. Não porque é uma atividade legal, mas porque ao saber como fazer, você enxerga RESULTADOS INCRÍVEIS! (Veja como conseguir tudo isso aqui, mas aconselho a ler até o fim - você vai gostar)

Mas o ponto é: não há como não fazer uma excelente gestão financeira do seu negócio! Um dos maiores consultores em gestão financeira para pequenas empresas deste país (no caso eu mesmo, haha), um dia disse: “você pode levar o marketing, gestão de pessoas, liderança no feeling, no bom senso. Gestão financeira não: ou você sabe, ou você não sabe. Ou faz direito, ou não faz!”.

Quando você gerencia bem suas finanças...
> você sabe que na verdade, você não está “lucrando 100% sobre o produto”, mas sim 53,25%

> e, ainda tem um resultado líquido de 12%.

> E, você sabe, que na verdade, operacionalmente, seu negócio lhe dá um lucro de 23%

> mas que parte deste lucro você reinvestiu na própria empresa.

> Ao mesmo tempo, você tem pleno conhecimento que seus empréstimos estão “comendo” 66% de sua lucratividade

> E você consegue perceber que se você quiser aumentar seu pró-labore em 1.000,00 terá de aumentar seu faturamento em 2.250,00.

> Ou então que, se você, conseguisse reduzir seus custos em dois mil reais, você poderia faturar 4.500 a menos e continuar com o mesmo resultado!

> Você, ainda, sabe que o produto X não lhe rende absolutamente nada

> mas que o produto Y, que você não gosta tanto de vender, poderia aumentar sua lucratividade em 29,7% se fosse vendido um pouco mais.

> E ao analisar seus produtos, você iria observar que 10% dos seus clientes correspondem a 50% do seu faturamento, e você sequer mantém um relacionamento especial com eles.

Poderia passar o dia todo aqui descrevendo em detalhes decisões que você poderia tomar com uma boa gestão financeira, mas infelizmente não toma.

Você poderia ser um expert em finanças, mas não é.
Você poderia tomar decisões que seriam impossíveis de serem tomadas apenas no feeling, mas não toma.

Você poderia aumentar seus lucros sem aumentar suas vendas, mas não o faz.

 

E isso me deixa muito puto! Tanta empresa e empreendedor com um baita potencial, mas patinando ou até quebrando porque não sabe gerenciar as finanças!!!

Se voc

Se você concorda com meu desabafo, compartilha aí! =)

Para você que ainda está na casa do poderia, lhe convido – intimo, na verdade – a fazer nosso curso online de Formação em Gestão Financeira para pequenas empresas.

Serão horas incríveis de conhecimento raro em gestão financeira. Sem baboseiras que só servem para grandes negócios. 25 aulas com dois caras incríveis – sem modéstias agora – que querem lhe ajudar a se tornar um expert em finanças.

Serão 25 aulas conhecimento técnico e PRÁTICO. 25 aulas engraçadas – sim, acredite! 25 aulas em que alguns antigos conhecimentos serão jogados fora. 25 aulas extremamente aplicáveis ao seu dia a dia.

E na verdade, serão mais de 18 anos e milhares de horas de experiência acumulada em apenas 25 aulas. Tudo isso e você ainda GANHA várias planilhas de controle e gestão financeira e mais 7 bônus (coisas que cobramos, mas estamos dando de graça) exclusivos.

Tudo isso disponível AGORA pra você. Durante 365 dias, para você assistir e re-assistir se preciso. Clique aqui para conferir todos os detalhes do curso.

Realmente espero que você possa participar! Ou você vai continuar no poderia participar ao invés de ser um gestor financeiro de verdade?

Investimento?!
Mas lembra que eu disse que tinha uma surpresa e algo especial?
Quanto você acha que custa ajustar suas finanças? Ou melhor, quanto acha que custa você não cuidar de suas finanças?

Um curso como este, não vai ser barateza, sinto muito. Porém, ainda é a forma mais barata de se tornar um excelente gestor financeiro. Uma consultoria, brincando, seria 10x mais cara que o curso!

Sinceramente, um curso como este ser apenas 697,00 reais é algo raro, isso normalmente é cobrado para um curso de poucas horas. E fazendo o Gestão Financeira com a gente, você ainda leva 8 bônus incríveis que, juntos, somariam mais de 1.099,00 reais!!.

Mas você que dedicou o seu tempo para esta leitura merece algo ainda mais especial. Vamos fazer, exclusivamente no link abaixo, este curso em 10 x sem juros! Ou seja, 10 x de apenas 67 reais. Entenda: nós estamos pagando o juros para você, já que o sistema de pagamento que usamos não libera os juros. Mas nós assumimos para você!

Imperdível né? Como comentei lá em cima, a leitura vale a pena.

Estamos fazendo esta promoção por tempo limitadoEntão compre clicando AQUI e garanta este curso que vai mudar a história da sua empresa.

Faça sua empresa crescer de verdade.

ATENÇÃO: Pois o parcelamento de 10x sem juros só consegue NESTE LINK, APENAS AQUI.

GARANTIA DE QUALIDADE

Caso você ache que o curso não valeu a pena, nós devolveremos o seu dinheiro. Simples assim, é só você dizer que não valeu a pena que nós devolveremos. Isso é garantia de que o curso vai valer a pena para você. Você tem 30 dias para pedir a devolução do dinheiro. Sem telefonema caindo, sem e-mail não respondido e sem vendedor tentando converter. Não gostou, cancelou, o dinheiro voltou (rima de alto nível ein).

Detalhe: 100% de todos os participantes deste curso recomendam o curso e dizem que o investimento valeu a pena.

Agora fica a sua decisão.

Vai tomar conta para valer de suas finanças e aumentar seus resultados? Vem com a gente.

Clique para compartilhar este conhecimento =]

Clique para compartilhar este conhecimento =]

startup-lab renan
Renan Kaminski Damasceno

Sócio-consultor
4blue / KaminskiAvalca Consultoria Empresarial

Fazendo sua empresa crescer! 

Whatsapp da empresa: (41) 9129-0033
[email protected]

corda bamba2

No dia 16/04, meu sócio Aleksander Avalca ministou uma palestra no Café com Negócios Curitiba sobre Ponto de Equilíbrio. Ele preparou um resumo deste conteúdo:

Na palestra entendemos 4 conceitos principais para achar o Ponto de Equilíbrio

1) O que é Ponto de Equilíbrio

É justamente o quanto a empresa precisa faturar para não ter lucro e nem prejuízo. É o mínimo de faturamento necessário para pagar todas as contas da empresa. Em resumo, é uma das informações mais importantes que qualquer empreendedor deve ter, informação básica que pouquíssimos sabem.

Mas para calcular o Ponto de Equilíbrio precisamos entender outros 3 conceitos

2) Despesas Fixas:

São os gastos relacionados à estrutura da sua empresa. As despesas fixas são “fixas” porque faça chuva ou faça sol, elas sempre estarão presentes.
São as despesas necessárias para operacionalizar o seu negócio. 

Exemplo: Aluguel, Luz, Água, Contabilidade, Salários, Pró-labore, etc.

Atenção: elas não são “fixas” porque o valor é igual todo o mês, mas sim porque elas precisam ser pagas independente se suas vendas estão bem ou não. 

3) Despesas Variáveis:

É todo gasto diretamente relacionado ao seu produto ou serviço. Imagine que você não venda nada, então você não vai pagar comissão, nem imposto sobre nota ou compra de mercadoria ou matéria-prima e etc.

4) Margem de Contribuição:

É o quanto "sobra" para a empresa depois de descontar os custos variáveis. Você vende algo por 100,00, mas destes 100,00 uma boa parte já está comprometida, para  pagar impostos, comissão, comprar novas mercadorias ou matéria prima. Então ao final, deste 100,00, vai sobrar apenas 40,00 (exemplo hipotético). Ou seja, Margem de Contribuição é o valor de suas vendas menos os custos variáveis.

Isso quer dizer que sua Margem de Contribuição é 40,00, e os outros 60,00 foi usado para pagar as contas variáveis.
Precisamos encontrar a Margem de Contribuição em porcentagem, desta forma basta dividir a Margem de Contribuição pelo Preço de Vendas, neste exemplo será 40,00 divididos por 100,00 que é 40%.

Calculando o Ponto de Equilíbrio

Entendido os 4 conceitos agora basta substituir na fórmula do Ponto de Equilíbrio, que deixei para apresentar apenas agora.

PE = Despesas Fixas Totais / %Margem de Contribuição

Veja o exemplo abaixo:

Sua empresa tem uma despesa fixa total de 23.500,00. E de acordo com o levantamento dos produtos a média da margem de contribuição é de 25%. Ou seja, do total que é vendido 75% está destinado as contas variáveis e sobra 25% para pagar as contas fixas.

Substituindo na fórmula ficará: PE = 23.500,00 / 25%

PE = 94.000,00

O ponto de equilíbrio desta empresa é de 94mil reais. Faturando isso a empresa não terá lucro e nem prejuízo.

Caso a empresa melhore sua margem de contribuição e vá para 35%, seu novo ponto de equilíbrio será de:

PE = 23.500,00 / 35% = 67.142,86.

Veja como uma análise apenas na Margem de Contribuição altera significativamente a informação financeira da empresa.

Em uma nova situação, imagine que a empresa ainda tem 25% de Margem de Contribuição, mas reduz as despesas fixas de 23.500,00 para 20.000,00, seu novo Ponto de Equilíbrio será de:

PE = 20.000,00 / 25% = 80.000,00

Note que depois de descobrir como achar as informações fica muito mais fácil utilizar a fórmula e ver o impacto que os custos tem em relação a empresa. Agora utilize este aprendizado para calcular o seu Ponto de Equilíbrio. Se precisar de alguma ajuda tem uma ferramenta que calcula o Ponto de Equilíbrio sozinho, basta colocar as informações. Veja aqui.

Abraços - Aleksander Avalca

--

Quer conhecer o Café com Negócios Curitiba? Clique aqui. É um encontro mensal para discutir sobre gestão e empreendedorismo, fazer um bom networking e, claro, tomar um delicioso café da manhã.
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=laxl-igcDso?list=PLJsHtGIvRKSdIqQJ9xBbv4Knbtt_Lh72H]

Preste atenção: você nunca e eu digo nunca vai ter 100% de lucro. Isto simplesmente não existe. Nem 100, nem 200 nem 300% de lucro.

Esta é uma grande falácia que faz os empresários se perderem nas contas.

Em uma rápida pesquisa na internet, achei alguns trechos citando estes 100% de lucro (alguns deles em sites grandes e de negócios):

“Sorvete dá um bom lucro: 100%, considerando só o gasto com matéria prima.” “...chegava a lucrar até 100% com o comércio dos produtos ilegais.” “Um chinelo simples feito na máquina de chinelos, pode gerar um lucro de 100%, mas um chinelo estampado deixa 200% de lucro.”

 

Vamos pegar o exemplo do chinelo acima. Você tem um custo com os materiais de R$ 15,00. Se você vender por R$ 30,00 teve lucro de 100% e se vender por R$ 45,00, lucro de 200%. Certo?!

Errado! Veja um exemplo abaixo (na última coluna, considere que a empresa vendeu mil unidades):

Unid.

Venda

        30,00

  30.000,00

Materiais

        15,00

  15.000,00

Impostos e comissões

          3,00

    3.000,00

Ganho do produto

        12,00

  12.000,00

Ganho percentual do produto

40,0%

Despesas Fixas

     9.000,00

Lucro

 

     3.000,00

Percentual de lucro

10,0%

E aí, onde está o lucro de 100%?

 O formato acima segue a estrutura base um Fluxo de Caixa perfeito. Acesse nosso artigo "Fluxo de Caixa para pequenas empresas: o guia definitivo!"

Qual a forma correta de pensamento?

São duas coisas que você deve considerar:

 

1 – Estes "100% de lucro" que você ganha sobre o produto são a Taxa de Marcação (ou markup). Ou seja, quanto você está colocando acima do seu custo do produto / serviço para gerar lucro, pagar impostos, comissões e pagar as contas fixas (os detalhes deste assunto são tema para outro artigo).

 

2 – Podemos considerar que a empresa tem “dois lucros”. O primeiro é o lucro sobre o produto (sem considerar as contas fixas) e o segundo é o lucro líquido final. No exemplo anterior, no ganho sobre os produtos, houve um lucro de 40%. Isso significa que para cada produto vendido, eu ganhei 40% do valor da venda.

Mas o que realmente importa é o lucro final, que no exemplo acima é de apenas 10%. Ou seja, de tudo que eu vendi, sobrou efetivamente apenas 10%.

Lucro é aquele dinheiro que, de fato, sobra em relação às vendas. Isto é, todas as entradas menos todas as saídas. Se sobra, é lucro. Se falta, é prejuízo.

(temos um artigo super completo sobre Lucro e Lucratividade. Confere aqui!)

 

Por isso o lucro de 100% é uma grande falácia. É um pensamento errado que, infelizmente, é reforçado pelas mídias (mídias especializadas também) e por muitos consultores por aí.

 

Mas qual a real diferença de tudo isso?

Esta forma correta de pensamento não é simples academicismo. Diga para si mesmo as duas frases a seguir:

“Tenho lucro de 100% sobre os produtos”

“Tenho lucro de 40% sobre os produtos”

 

Qual deles lhe dá uma sensação melhor? O primeiro, claro. Mas qual dá uma grande ilusão de ganho? O primeiro também!

Então, além de inúmeros fatos de cálculos financeiros (não entraremos aqui nos detalhes), esta ilusão dos 100% de lucro lhe faz pensar que está gerando um ganho que na prática não é real!

Qual o seu lucro mesmo?

Gostou do post? Compartilha aí!

Gostou do post? Compartilha aí!

Renan Kaminski Damasceno

Vamos nos conectar?
Newsletter
Deixe seu e-mail aqui e comece a receber dicas e novidades exclusivas!
© 2022 4blue | Desenvolvido por Fresh Lab Agência de Marketing Digital
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram