Falir é o terror de todo Empresário. Mas fechar os olhos pra isso é correr ainda mais risco.

Existem muitas coisas que é melhor fazer de olhos fechados (como meditação, beijar, dormir e etc)...

Em outros casos, é fundamental estar de olhos abertos (para andar, dirigir, descer uma correnteza com duas crianças em um caiaque etc.)

Você pode estar pensando:

"O que diabos isso tem a ver com minha empresa?"

Bem.... na verdade, eu quero saber como você está gerindo a sua empresa: de olhos abertos ou fechados?

(Isso é, metaforicamente falando)

Você enxerga o que realmente acontece com seu negócio?

Pra onde você está indo?

Seus funcionários estão felizes?

Qual foi seu lucro?

Quais são seus planos de 6, 12 ou 18 meses?

Parecem perguntas pouco práticas, mas na verdade, sem esse PENSAMENTO ESTRATÉGICO, você pode ser pego de surpresa.

Mais do que não fechar os olhos, é essencial QUERER VER os rumos que sua empresa pode pegar.

A 4blue vem crescendo muito ano após anos. E em nosso último planejamento estratégico, fizemos atividades pensando em como seria nossa empresa em 2024.

Imaginamos tanto de como crescer ainda mais...

E também, o que faria nos faria quebrar.

Foi revelador ver que alguns pontos cruciais aparentemente distantes poderiam nos alcançar se não tomássemos algumas providências.

Por exemplo, se não tivermos um time engajado, talvez gastaremos um recurso não previsto com mais contratações, treinamentos...

Se não olharmos pro sucesso do cliente, talvez nosso produto se torne obsoleto...

São coisas que precisam ser vista e corrigidas o quanto antes... porque quando a água bate, pode ser tarde demais.

Mesmo com nossa empresa crescendo ano após ano, nos preocupamos em saber como continuar fazendo ela crescer.

Estamos sempre com olhos abertos para oportunidades e ameaças.

E estamos nos preparando para cada uma delas.

É isso que faz a nossa empresa ir mais longe.

INFELIZMENTE, VEMOS MUITOS EMPRESÁRIOS FECHANDO OS OLHOS PARA SEUS NEGÓCIOS.

Acordam cedo, dormem tarde, não tiram férias.

Trabalham MUITO DURO, mas trabalham para aquele único dia.

Para resolver problemas pontuais, coisas imediatas, apagar incêndios...

Sem pensar no amanhã. Sem pensar no ano seguinte.

E como empresários (e pessoa física, também) precisamos ir além.

Precisamos PLANEJAR o que fazer.

Lembre-se da seguinte frase (se puder, anote e deixe próximo ao seu computador ou um local que você sempre veja):

Operacional faz uma empresa funcionar; estratégia faz uma empresa crescer.

Agora, pare por um momento e analise: você está mais focado em qual tipo de atividade?

Talvez seja o momento de parar e melhorar seus processos, seu marketing, sua gestão como um todo.

Sim, ontem você estava desejando “Feliz Ano Novo” e hoje o primeiro semestre já acabou.

Como estão os resultados do seu negócio? Dentro do esperado? Além? Aquém?

A análise de indicadores do negócio é algo que deve acontecer todo santo mês, mas em viradas de semestre e de ano, é importante dedicar um pouco mais de atenção para isso.

Alvo5Portanto, segues três indicadores essenciais para se analisar no seu negócio

Margem de Contribuição

Se você já nos acompanha há algum tempo, já nos ouviu falar que a Margem de Contribuição da empresa é mais importante que o Faturamento!

Portanto, é extremamente importante analisar se a M.C. está “dentro dos conformes”.

Se você não sabe ou não tem certeza sobre o que é Margem de Contribuição, você precisa assistir este vídeo aqui em que explico sobre o conceito.

Lucro

Básico do básico. Se você não souber o lucro do seu negócio, você basicamente não sabe de nada.

Além de analisar o lucro total, é importante analisar a lucratividade, ou seja, de tudo o que você faturou, quantos % você lucrou? (basta dividir o valor do lucro pelo faturamento)

Número de clientes

Muito importante também é analisar se o número de clientes aumentou, diminuiu ou se manteve.

Para que seu negócio cresça, você sempre precisará de mais clientes. Mas ao mesmo tempo, muitas vezes você consegue aumentar consideravelmente os lucros apenas aumentando os preços e mantendo a quantidade de clientes estável.

Dica de ouro!

Se for possível, faça uma análise de todos estes indicadores (e os outros que julgar importante) comparando o Primeiro Semestre de 2015 x o Primeiro Semestre de 2014.

Esta análise é ideal para você avaliar a real evolução (ou não) do seu negócio.

Alerta de fogo!

Se sua empresa não tem estes indicadores à mão, então temos um sério problema. É inaceitável uma empresa não saber facilmente qual foi sua Margem de Contribuição, Lucro e o número de clientes.

Caso você não tenha isso, realmente aconselho a você nos pedir ajuda 😉

[email protected]

Clique para compartilhar este conhecimento =]

Clique para compartilhar este conhecimento =]

 

startup-lab renan Por Renan Kaminski (já analisou os indicadores do primeiro semestre)

equilibrio1Olá pessoas felizes e que querem ser ricas! Hoje o post faz referências fortes a uma postagem do Portal Administradores, veja aqui. É um local de notícias muito interessante que acompanhamos bastante e recomendamos.

(mais…)

Um dos conceitos de riqueza que mais gosto vem do best seller Pai Rico, Pai Pobre, que diz que ser rico é você poder parar de trabalhar e, ainda sim, manter um estilo de vida que você considera adequado.

__

Se você não leu a Parte I deste post, por favor clique aqui para ler, pois esta é uma continuação.

__

Se você quer ser rico e é sócio (ou pretende ser) de uma empresa, sua empresa tem que lhe render dinheiro suficiente para viver bem, mesmo que você não trabalhe nela!

Isto significa que para você receber dinheiro de sua empresa sem trabalhar diretamente nela, sua empresa já não poderá ser uma empresa pequena.

Entenda empresa pequena como uma empresa que depende de seus sócios. Não é questão de faturamento ou estrutura, mas questão de dependência. Se o negócio fatura 10 milhões por mês, mas ainda depende dos sócios, é uma empresa pequena!

Os primeiros passos

Como coloquei no outro post, o primeiro passo para chegar neste nível é parar de trabalhar no operacional e se focar em três funções:

Comandante – que pensa o rumo / estratégia geral do negócio

Gestor de Pessoas – que gerencia e motiva o pessoal para se manter no foco adequado de trabalho

Administrador – que usa as informações disponíveis “cientificamente” para tomar melhores decisões.

Para se tornar grandeTranquilaço

Os primeiros passos acima são essenciais, mas provavelmente a empresa  continuará dependente de você e nós não queremos isso, certo?

Portanto, há duas coisas essenciais que seu negócio precisará ter:

 

1 – Processos / Padrões de trabalho

Você acha que o cozinheiro do McDonalds ou do Subway é um grande chef de cozinha? Se você pedir pra ele fazer um hambúrguer caseiro, provavelmente ele não vai saber! Mas ele segue processos. Ele é “o melhor do mundo” em fazer o hambúrguer do McDonald´s ou em assar o pão do Subway.

Não é porque ele é bom, mas porque existe um processo a ser seguido.

Então, para você ter uma empresa de gente grande, você precisa tirar o conceito da sua caixola e transformar isso num processo / num padrão. Seus funcionários precisarão executar os serviços tão bem quanto você, mesmo sem toda a sua expertise.

Muitas ótimas empresas familiares morrem depois que o dono falece. Porque os filhos são burros? Talvez Não!  Simplesmente porque não houve um processo de continuidade do negócio.

Portanto, crie estes padrões de trabalho que descrevam exatamente o que deve ser feito, como deve ser feito, por quem, onde e quando deve ser feito. É o primeiro grande passo para você sair do operacional e a empresa deixar de depender de você.

2 – Boa equipe de trabalho

Sim, achar mão de obra boa é difícil, o pessoal não quer trabalhar, querem salários altos e blablabla...

Mas o que sua empresa faz para resolver isso? Oferece um trabalho sacal, sem perspectiva de crescimento, num salário mediano, sem dar treinamento e sem ter processos definidos. E você acha que vai obter os melhores profissionais de mercado?!?!

Para ter uma grande empresa (grande no sentido de ela não depender dos sócios) você precisa uma estrutura que atraia e forme boas pessoas. Se você não pode competir no salário, ofereça outros benefícios: treinamentos, confraternizações, flexibilidade, comissões, enfim.

E o principal: pare de selecionar pessoas medianas. O último processo seletivo que fizemos na KaminskiAvalca durou mais de um mês! Além da análise de currículo e entrevista, foram duas provas online e 4 dias de treinamento com dinâmicas no meio. Se você quer ser grande, aja como tal!

Depois que entraram, os colaboradores passaram por diversos treinamentos antes de começar a trabalhar.

Por fim, pela 43ª vez:

Se a empresa não possui processos bem definidos, se não foca em ter uma equipe de alta qualidade e se dos sócios ficam presos no operacional, infelizmente sua empresa vai continuar pequena!

__

Quer dar o primeiro passo em busca do crescimento da sua empresa? Se você é de Curitiba, participe de nosso curso de Formação em Gestão Estratégica para Pequenas Empresas – Confira aqui.

Neste curso trabalhamos desde a parte de análise e diagnóstico do negócio até definição de missão, visão e valores, assim como definição de estratégias, objetivos, metas, indicadores de desempenho, etc. Confira!

__

 

Gostou? Compartilha aí!

Gostou? Compartilha aí!

 

Por Renan Kaminski Damasceno

startup-lab3

Antes de dizer o que você deveria parar de fazer, vou colocar as únicas três funções que você, como gestor de uma pequena empresa, deveria fazer, mas que provavelmente não faz (ou não faz tanto).

Função Comandanteexercito

O Comandante do exército é aquele sujeito que não vai pra frente de batalha. Ele dá a direção, ele pensa a estratégia geral, ele olha os mapas e procura os melhores caminhos.

Você como gestor deve pensar nas estratégias do negócio, nas formas de fazer a empresa crescer, diagnosticar problemas e procurar soluções. Em outras palavras: você, como comandante, deve ditar o rumo que a empresa deve seguir.

Função Gestor de Pessoas

O Gestor de Pessoas é quem vai alinhas o pessoal quanto ao rumo definido. Ele irá motivar, cativar e gerenciar as pessoas para que elas mantenham o foco, sejam produtivas e nunca se esqueçam do porquê estão trabalhando.

Você – e seus sócios – como gestores de pessoas devem exercer essas funções. No próximo post sobre o assunto esta questão se tornará mais importante ainda.

Função Administrador

Aqui a função Administrador é no sentido mais científico possível. O Administrador vai analisar resultados, definir e acompanhar métricas de desempenho e sugerir melhorias e correções para o negócio.

Enquanto o Comandante está olhando para o futuro e o Gestor de Pessoas para o presente, o Administrador está olhando para o passado recente para, justamente, dar insumos ao Comandante sobre quais ajustes devem ser feitos no rumo do negócio.

__________________________________________________________

Se você é de Curitiba, recomendo fortemente nosso curso de Formação em Gestão Estratégica para Pequenas Empresas – Confira aqui.

Neste curso abordamos todos estes três aspectos, em especial as funções Comandante e Administrador. Trabalhamos desde a parte de análise e diagnóstico do negócio até definição de missão, visão e valores, assim como definição de estratégias, objetivos, metas, indicadores de desempenho, etc.

________________________________________________

Impossível?!

Três funções completamente diferentes em uma única pessoa? Se você for sócio solitário, sim. Se você tiver outros sócios a tarefa já fica mais simples. Mas o ponto é: estas três funções devem ser exercidas. Se não for por você, alguém terá de fazer.

Se você não estiver na maior parte de seu tempo executando estas três funções acima, provavelmente você estará cometendo o “pecado mortal” que faz sua empresa continuar pequena. Veja abaixo.

O que faz sua empresa continuar pequena

Há uma função que faz com que sua empresa continue pequena e não cresça:

 Função Operacional

Enquanto você estiver na operação do negócio, sua empresa continuará pequena.

Enquanto o dono da padaria fizer o pão, enquanto o consultor prestar a consultoria, enquanto o designer fizer os desenhos jobs, enquanto o comerciante for o principal vendedor, a empresa continuará pequena.

E eu tenho certeza absoluta que entre as 4 funções, a de operacional é a que você dedica mais tempo! Estou errado?!

Pense rapidamente: quais foram as atividades que você executou hoje e quais são as que ainda faltam em sua lista? Quais destas atividades têm como característica função de Comandante, Gestor de Pessoas ou Administrador?

Tenho certeza de que poucas...

Enquanto você estiver no operacional do negócio, sua empresa não vai crescer!

E como resolver isso? É o tema da parte II deste post. Confira aqui.

PS.: você pode se perguntar se em minha empresa os sócios (eu e o Aleks) fazemos apenas as funções estratégicas.

Ainda não, mas já evoluímos bastante. E o mais importante: temos plena ciência de que boa parte de nossas atividades não deveriam ser executadas por nós e estamos constantemente trabalhando para isso mudar!

 

Gostou? Compartilha aí!

Gostou? Compartilha aí!

 

Por Renan Kaminski Damasceno

startup-lab3


Olá, tudo bem?

Semana passada eu falei sobre o porquê de Ser apenas bom não ser suficiente – e que para se destacar era preciso ser o melhor. Mas faltou um pequeno detalhe: eu não falei como fazer isso! Bem, é sobre isso que o post de hoje se trata!

Antes de qualquer coisa: você precisa me prometer que vai cumprir um pedido meu. Não se preocupe, é simples! Eu preciso que você memorize duas palavrinhas mágicas:

Organização e Comprometimento.

É disso que você precisa para ser o melhor. Todo o resto é irrelevante – sim, completamente irrelevante. Se você se comprometer a ser o melhor e se organizar de forma correta para tal, não há NADA que irá te impedir. As ferramentas e conhecimentos necessários podem sempre ser alcançados e utilizados se esses dois pilares estiverem firmes.

Não vai ser fácil, é claro, mas qualquer obstáculo que surja pode ser completamente contornado por esses dois fatores. E ELES PRECISAM ESTAR ALINHADOS.

Não adianta ser organizado sem ser comprometido, e vice-versa.

Você pode ter a melhor idéia do mundo, as ferramentas para realizá-la, um planejamento feito pelo Steve Jobs e financiado pelo Bill Gates – nada vai funcionar se você não seguir o planejamento. Se você não fizer o que deve ser feito, seu projeto jamais sairá do papel. Se você não sair da sua zona de conforto, o mesmo acontecerá com qualquer projeto (e a zona de conforto do seu projeto é a sua cabeça).

Por outro lado, se você trabalhar 20h por dia em algo que não seja bem planejado, estará jogando suas horas fora (por vários motivos). Primeiro: você irá se desgastar. Segundo: você terá que refazer várias tarefas. E terceiro: você jamais chegará a lugar algum. Organize seu dia conforme as suas necessidades. Reserve horas que você sabe que pode investir em trabalho para o trabalho e só exceda esse planejamento caso seja absolutamente necessário, pois a disciplina normalmente traz mais resultados do que o caos. Saiba exatamente o objetivo final e como cada etapa que leva a esse objetivo deve ser conduzido, para que você não mude de idéia e tenha que fazer tudo novamente.

É bem mais fácil chegar ao seu destino com um mapa.

Nesse caso, o seu mapa tem nome. Dois, na verdade. E eu espero que você já tenha memorizado eles!

 

Gostou?

compartilhar-face

Escrito por Leo Augusto Sorg, estudante de Administração, quebrador de galhos oficial e Coringa Premium da KaminskiAvalca

indicadoresNo dia 20/03 aconteceu a 41ª edição do Café com Negócios Curitiba e o Thiago Alves, do Ideia no Ar ministrou uma palestra sobre “’Startup’ seus serviços”.

Vou aproveitar o gancho do tema e falar um pouco sobre como a KaminskiAvalca está criando uma startup dentro da própria empresa.

O que é uma Startup?

Começando pelo começo, Eric Ries (um dos grandes autos sobre o tema) define Startup como:

Uma instituição projetada para criar novos produtos e serviços sob condições de extrema incerteza

Isso significa que a Startup tem algum grau de inovação e, justamente por isso, vive em condições de incerteza, mais do que o normal em uma empresa tradicional.

Eu, pessoalmente, ainda considero que uma boa startup precisa ter uma alta capacidade de escala, ou seja, conseguir crescer muito o faturamento sem precisar crescer as despesas fixas no mesmo ritmo.

O que estamos fazendo...

A grande especialidade da KaminskiAvalca é gestão financeira para pequenas empresas. No decorrer do tempo nós criamos uma metodologia de consultoria financeira que funcionava da mesma forma para a grande maioria das organizações que atendíamos, desde as de porte super pequeno até as maiores.

Porém, um grande problema do prestador de serviços é justamente a falta capacidade de atender inúmeras empresas ao mesmo tempo. Assim, sempre nos perguntávamos, “como atender cinco vezes mais clientes com a mesma estrutura de hoje?!”.

A partir de vários brainstormings chegamos numa boa hipótese:

Se o processo da consultoria é igual, ou seja, as reuniões com os diferentes clientes têm a mesma temática (a primeira reunião sempre é “igual” para todos, assim como a segunda e etc...), por que não gravar uma parte destas reuniões?

E foi isso que fizemos! Ao todo, nesta nova solução que desenvolvemos, são oito reuniões, sendo que cinco delas são gravadas e as outras três ao vivo por Skype.

Estas cinco reuniões são iguais para todos, mas a consultoria continua personalizada justamente porque entre as reuniões nós acompanhamos o cliente e vamos fazendo as customizações necessárias para sua empresa.

Para colocar num passo a passo de startup, o que fizemos foi:

1. Crie uma hipótese

Nossa hipótese foi: nós conseguimos atingir o mesmo resultado e o mesmo prazo da consultoria financeira presencial ao ter algumas reuniões gravadas mesclando com reuniões presenciais.

2. Desenvolva um protótipo

A lógica aqui é gastar o menos possível e ser o mais rápido para colocar sua hipótese a prova. Assim, em dois meses adaptamos nossa metodologia e lançamos nossa consultoria online e conseguimos os primeiros clientes.

Usamos os recursos que tínhamos para gastar o mínimo possível. A lógica é: se sua hipótese estiver errada, você não gastou uma grana preta!

3. Avalie e mensure

Para todos os serviços nós fazemos uma mensuração dos resultados, mas neste caso, estamos sendo muito mais detalhistas. Estamos medindo quanto tempo gastamos em cada etapa, com cada ação e com cada cliente que atendemos.

Estamos anotando todas as dúvidas que surgem, registrando observações e mensurando o desenvolvimento dos clientes. Tudo isso para aprender o máximo possível.

4. Aprenda

O objetivo de todo este ciclo é você aprender o máximo e o mais rápido possível para melhorar sua hipótese e reconstruir seu serviço/produto.

Neste processo pode ser que você descubra que sua hipótese estava errada, ou que os clientes enxergam o valor em outros aspectos ou que com pequenos ajustes você pode deslanchar.

5. Depois de comprovar suas hipóteses, invista e cresça!

Lembre-se: você não tem recursos para desperdiçar com uma HIPÓTESE. Depois de percorrer este ciclo algumas vezes e perceber que sua hipótese já é um “fato”, aí sim é hora de mandar ver!

Em nosso planejamento financeiro já temos orçado uma quantia para caso a consultoria passe nos testes, nós investirmos em seu crescimento!

Se você ficou curioso, entenda melhor sobre nossa consultoria em gestão financeira para pequenas empresas!

Gostou do post? Compartilha aí!

Gostou do post? Compartilha aí!

 

Renan Kaminski Damasceno

piramide Continuando o post sobre a importância do Planejamento Estratégico, já vimos o 1º passo (se ainda não viu a primeira parte, clique aqui) Hoje vamos falar do 2º e 3º passo (se quiser receber 3 vídeos gratuitos sobre Gestão Estratégica clique aqui)

(mais…)

dinheiro para ronaldo e pede para criança esperança

O papo vai ser rápido e direto.

Você fica aí todo revoltozinho porque os capitalistas hipócritas da Globo dão dinheiro pro multimilionário Ronaldo e depois vêm pedir nosso suado dinheiro para o Criança Esperança.

Pois é, vendo deste lado parece uma puta falta de sacanagem. Agora vamos tentar ver por outro lado:

Como a Globo (e qualquer outra emissora) ganha dinheiro?

Vendendo espaços de publicidade.

O que faz uma empresa pagar mais ou menos por este espaço de publicidade?

A audiência. Quanto mais pessoas assistem, mais caro torna-se o tempo.

O custo de 30 segundos de propaganda durante a novela é infinitamente maior que durante o corujão na madrugada.

Diga uma grande celebridade que pode aumentar em muito a audiência?

Tiririca? Ok, Ronaldo Nazário.

O Ronaldo, que se tornou um grande empresário, iria disponibilizar várias horas da vida dele gratuitamente para a Globo (apenas em troca de ser emagrecido)?

Não.

Então vamos pensar: O Ronaldo é uma celebridade que atrai a atenção das pessoas. A Globo paga uma fortuna pelo tempo do Ronaldo. A audiência da globo aumenta. O valor das quotas de publicidade aumentam.

Logo, a Globo não deu R$ 6 milhões pro Ronaldo, mas fez um investimento de marketing para lucrar mais.

E qual o objetivo primário de qualquer empresa?

Lucrar.

Para terminar: o tempo dentro da programação da Globo vale fortunas, certo?

Sim!

A Globo destinou durante algum tempo uma boa parte da programação dela para o Criança Esperança, certo?

Sim, até demais!

Ou seja, ela destinou milhões de reais de sua programação ao Criança Esperança.

É, faz sentido.

Resumo da obra: a Globo cumpriu com seu papel de empresa ao gerar lucro por meio de um investimento inteligente de marketing e ainda destinou parte de seus recursos para uma iniciativa social.

Mas se você ainda acha que ela poderia pedir menos e doar mais, faça-se uma pergunta (ou pergunte ao seu chefe):

- Quanto da verba de marketing a empresa estaria disposta a doar para causas sociais?

- Quanto do lucro é destinado para programas sociais?

Observação importante: não estou defendendo a Globo ou o Criança Esperança. Não coloco minha mão no fogo nem por um nem pelo o outro, mas estou apenas colocando a visão de negócios sobre a realidade.

Renan Kaminski Damasceno

marketing-pesquisa-de-mercado-achismo-erros-estrategia

Na realidade sempre esteve morta! Mas ainda sim há uma série de empresas que insistem nesse método e empreendedores que perdem tempo realizando tais pesquisas. [Tempo de leitura: 5 min]

(mais…)

Vamos nos conectar?
Newsletter
Deixe seu e-mail aqui e comece a receber dicas e novidades exclusivas!
© 2022 4blue | Desenvolvido por Fresh Lab Agência de Marketing Digital
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram